Conheça a residência projetada sob os conceitos do arquiteto Van Der Rohe

Inspirada na arquitetura moderna de um dos principais arquitetos do século XX, o projeto conta com referências alemãs

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/01/2014 07:59 / atualizado em 28/01/2014 13:49 CorreioWeb /Lugar Certo
A simplicidade de um projeto - com destaque apenas para uma arquitetura bem desenhada, basta para causar-lhe evidência - Divulgação/Anna Novaes A simplicidade de um projeto - com destaque apenas para uma arquitetura bem desenhada, basta para causar-lhe evidência
 
 
O arquiteto alemão Ludwig Mies Van der Rohe, que colaborou na definição dos conceitos da arquitetura moderna, inspirou o projeto de uma residência de 230m² com referências criadas pelo profissional. Van Der Rohe inovou nas estruturas e valorizou os espaços abertos. Ampliou ambientes ao utilizar vidros como divisórias, também em fachadas.

Para a primeira metade do século passado essas características foram grandes inovações e lhe concedeu reconhecimento. Suas concepções construtivas e urbanísticas foram expandidas e utilizadas mundialmente em projetos arquitetônicos.

Na residência elaborada pela arquiteta Anna Novaes, a integração dos ambientes teve destaque. “Integrar todos os ambientes sociais – sala de jantar, sala de almoço, sala de TV, espaço gourmet e livings, e ao mesmo tempo, separá-los apenas por divisórias de vidro, no modelo de portas de correr resulta na incidência de luz natural em todos os cômodos”, explica Anna.

Divulgação/Anna Novaes
 
 
A cozinha, por sua vez, está separada dos demais espaços por um painel. A mistura de materiais, principalmente em composição com o vidro, é uma característica forte nos projetos de Van der Rohe. Outros destaques são as linhas retas e a objetividade estrutural.

Além disso, o projeto da arquiteta tem como inspiração a frase “menos é mais”. “Isso significa que a simplicidade de um projeto - com destaque apenas para uma arquitetura bem desenhada, basta para causar-lhe evidência, pois a real beleza está intrínseca nos elementos essenciais”, afirma Novaes. A arquiteta preferiu investir em revestimentos diferenciados, além de uma cartela de cores sóbrias e neutras, utilizadas de modo elegante, em todos os ambientes.
 
Divulgação/Anna Novaes
 

Tags: crescimento

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016