Estação solar de contêineres pretende ajudar áreas afetadas por desastres

Capaz de gerar energia e água, o PowerCube pode ser levado para qualquer lugar do mundo e é alternativa em casos de carência extrema

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/07/2014 08:00 / atualizado em 04/07/2014 10:21 Joana Gontijo /Lugar Certo
Divulgação/Ecosphere Technologies


Uma tecnologia que pretende levar energia limpa aos lugares mais longínquos e carentes do planeta. Criado pela empresa norte-americana Ecosphere Technologies, o PowerCube é um sistema que transforma contêineres em uma estação solar móvel que, além de fornecer eletricidade, também tem o diferencial de produzir água.
 
 
Com a base planejada em antigos compartimentos de carga, ao simples toque de um botão deslizam para a parte externa painéis fotovoltaicos que, por todos os lados, começam a originar energia, armazenada em baterias acopladas à estrutura. A intenção dos autores do projeto é disponibilizar o aparato para os que mais necessitam, e estender o espectro de alcance do que é, segundo eles, o maior gerador portátil do mundo – com a possibilidade de ser transportado para qualquer local por ar, terra ou pelo mar, o PowerCube pode servir a agrupamentos militares, áreas afetadas por desastres naturais ou em regiões pobres que precisam de ajuda humanitária.

Auto-suficiente e autossustentável, o sistema demandou sete anos para ser concluído, até chegar ao resultado desejado – o de ser o mais eficiente possível. Conforme o fabricante, o modelo final consegue ser até 400% mais produtivo do que um método convencional, em que as placas solares seriam colocadas por cima do contêiner. Quando chega ao local indicado, o PowerCube é de fácil instalação e pode ser implantado imediatamente para gerar até 15 KW de energia elétrica, garante a empresa.

A tecnologia ainda é capaz de suprir de água regiões que não têm mananciais, ao captar, tratar e distribuir o líquido a partir de um gerador atmosférico. Além disso, o ambiente interno permite diferentes tipos de usos – os contêineres podem ser aproveitados para a concepção de salas de aulas ou recintos de assistência em saúde, por exemplo. Também estão previstos instrumentos para comunicação e conexão de internet, o que praticamente não existe em zonas muito isoladas ou atingidas por tragédias.

Tags: sustentabilidade

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016