Hotel em São Paulo muda de cor conforme a qualidade do ar

Através dos sensores, buzinas, sirenes, barulho de carros, ônibus e do vento são detectados e promovem a mudança de coloração do prédio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/01/2015 08:21 / atualizado em 20/01/2015 17:41 CorreioWeb /Lugar Certo
Ayla Hibri/Folha de São Paulo


O hotel WZ Jardins, em São Paulo, recentemente ganhou uma fachada coberta por luzes de LED. O edifício muda de cor conforme os níveis de poluição sonora, atmosférica e temperatura. Através dos sensores, buzinas, sirenes, barulho de carros, ônibus e do vento são detectados e promovem a mudança de coloração do prédio.

Ayla Hibri/Folha de São Paulo


Leia mais notícias em Decoração 

A fachada fica avermelhada se o ar está muito poluído. Quando a qualidade do ar melhora, as cores mudam para verde, roxo, azul e laranja. O arquiteto Guto Requena, idealizador do projeto, transformou assim uma estrutura antiga da década de 1970 em uma construção altamente tecnológica e interativa. "A nova fachada vai lembrar um camaleão", afirma, comparando-a com o réptil capaz de mudar de cor.

Ayla Hibri/Folha de São Paulo


Além disso, pode-se interagir com o prédio através de um aplicativo de celular, segundo o site Arch Daily, e qualquer um pode identificar a qualidade do ambiente aos arredores do hotel.

Ayla Hibri/Folha de São Paulo

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016