Mercado lança revestimentos com tecnologia, texturas, volumes e relevos diferentes

Profissionais apontam as tendências, destacam as novidades e indicam como fazer a escolha certa para não se arrepender

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/03/2015 08:01 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Copper HD remete à ação do tempo e da oxidação no metal resgatado para uso decorativo - Cerâmica Portinari/Divulgação Copper HD remete à ação do tempo e da oxidação no metal resgatado para uso decorativo


Há várias formas de valorizar e deixar a decoração interessante. Os revestimentos são escolhas importantes porque, na maioria das vezes, cobrem grandes áreas e se destacam. Na verdade, eles vestem a casa e, portanto, são essenciais esteticamente. Um piso de cair o queixo ou uma parede de impacto fazem toda a diferença na composição de qualquer ambiente. Logo, interferem no projeto. Em diferentes desenhos, formatos, materiais, cores, texturas e produtos naturais, como pedras e madeiras, a cada temporada, novas tendências chegam ao mercado. Na Expo Revestir, de terça a sexta-feira, em São Paulo, várias marcas vão apresentar seus lançamentos.

Leia mais notícias em Decoração

A Cerâmica Portinari investe em personalidade com alta definição. Com coleções ousadas, a empresa reproduz o cimento, o mármore, as folhas e os desenhos geométricos. Porcelanatos inspirados nos acabamentos cimentícios, placas metalizadas sob o efeito do tempo e da oxidação e peças de formatos e design singulares são apostas da marca. Volumes e texturas são a tendência da vez, já que criam um jogo de luz e sombra com a incidência da luz sobre as superfícies. Paulo Gava, gerente de desenvolvimento de produtos da empresa, ressalta que cores, efeito e interpretações de materiais estão sempre em sintonia com outros segmentos, como móveis e tintas, com o objetivo de fornecer o mesmo conceito para harmonizar os projetos. “Está muito em alta o conceito artesanal, de produtos artísticos e feitos à mão. Os produtos com essa inspiração são bem valorizados. Os relevos também são muito procurados. No conceito de personalização, pode-se assentar de diversas maneiras e dar diferentes visuais explorando a iluminação.” Ele explica que os materiais envelhecidos e o conceito de marcas do tempo são constantes tendências. E materiais ricos em história, com DNA, vivem em constante renovação, “recebem acabamentos diferenciados e tornam-se revestimentos de grande valor”.

Freedom HD: volumes e texturas são a tendência da vez. A iluminação projetada na superfície com relevos permite a criação de um jogo de luz e sombra - Cerâmica Portinari/Divulgação Freedom HD: volumes e texturas são a tendência da vez. A iluminação projetada na superfície com relevos permite a criação de um jogo de luz e sombra


QUENTE E FRIO

Valéria Loureiro, arquiteta, decoradora e consultora de feng shui, lembra que a primeira atitude é olhar o local e o ambiente, já que há revestimentos frios, como pedras e porcelanatos, e os quentes, como as madeiras e laminados. Em seguida, ela aponta que a decisão vai depender do gosto pessoal e, finalmente, da praticidade de limpeza no dia a dia. Antigamente, lembra, a tábua corrida com sinteco era mais usada, mas dá trabalho para limpar, ainda que tenha hoje técnicas mais avançadas. No entanto, requer manutenção. “Praticidade, gosto e o aspecto do revestimento têm de ser levados em conta. Há no mercado muitas imitações, como porcelanato com aspecto de pedra, e confesso que não me agrada tanto. Mas, como têm ficado tão perfeitas, acho que vou acabar me rendendo. O importante é saber o que o espaço pede em termos de visual e que seja agradável.”

Coffee: textura, cores e sensações do mundo do café. A textura é como se estivesse tocando o café moído. As cores remetem aos tons do pó, do grão, o vermelho de grandes cafeterias e até o branco do açúcar - Cerâmica Portinari/Divulgação Coffee: textura, cores e sensações do mundo do café. A textura é como se estivesse tocando o café moído. As cores remetem aos tons do pó, do grão, o vermelho de grandes cafeterias e até o branco do açúcar


Para a arquiteta, é preciso prestar atenção às cores, já que são aliadas do revestimento e vão trazer a mesma sensação de quente e frio. “Lembre-se de que nas áreas íntimas, quarto e closet, recomendam-se tons quentes, que garantam a sensação de conforto. Já os frios são indicados para áreas externas, cozinhas e banheiros. Na sala de estar e jantar é meio a meio, o que for mais prático.” Valéria destaca que, na área de circulação, a “dureza”, durabilidade e o tempo de vida útil têm de ser levados em conta. O brilho do porcelanato pode ficar fosco e desgastado se aplicado numa área errada.

No projeto da arquiteta Valéria Loureiro, o papel de parede destaca as camas - Cerâmica Portinari/Divulgação No projeto da arquiteta Valéria Loureiro, o papel de parede destaca as camas


Como consultora de feng shui, Valéria não indica, por exemplo, assentar pedras brutas dentro de casa, “porque o ambiente fica insalubre, traz umidade, acumula poeira e vira foco de micro-organismos”. Para ela, há inúmeras opções mais interessantes, como papel de parede, placas de alumínio e aço ou mesmo tecidos. Ao pensar no revestimento, a arquiteta reforça que é preciso levar em conta “custo, praticidade e estética juntos. Esqueçam os desvarios, porque vão dar dor de cabeça. Se quiser investir num lançamento ou tendência de moda, a melhor saída é colocar um revestimento ousado, diferente demais, como detalhe, o destaque numa determinada área e, quem sabe, até fazendo papel de uma escultura”.

Cerâmica Portinari/Divulgação


FIQUE DE OLHO

» Invista em revestimento de fácil manutenção
» Escolha um material que seja adequado ao dia a dia
» Tire todas as dúvidas antes de comprá-lo, prós e contras
» Cuidado com o modismo. Só vale apostar no lançamento se combinar com seu perfil e com o estilo da decoração
» Use o produto de acordo com as recomendações do fabricante
» Aposte na qualidade, já que é um material durável, ninguém troca a toda hora
» É válido misturar cor e textura, mas não exagere
» Há revestimento para área interna e externa, fique atento à aplicação
» Nem sempre a promoção é lucrativa. Pense na durabilidade, qualidade do material e beleza. Muitas vezes, ponta de estoque significa dor de cabeça
» Nunca despreze a proporção. Revestimento grande em área pequena não combina, perde a profundidade e não é nada requintado

Cerâmica Portinari/Divulgação

Cerâmica Portinari/Divulgação

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016