Modificações nos núcleos familiares reconfiguram o aproveitamento do espaço

Um bom exemplo é a transformação do quarto do filho, que cada dia mais tem sua chegada adiada, em home office

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/03/2015 12:13 / atualizado em 24/03/2015 12:49 Hellen Leite
Fabiana Visacro destaca a importância de alocar bem os fiação dos equipamentos utilizados no home office de forma a garantir um ambiente mais confortável e agradável para exercer as atividades - Osvaldo Castro Fabiana Visacro destaca a importância de alocar bem os fiação dos equipamentos utilizados no home office de forma a garantir um ambiente mais confortável e agradável para exercer as atividades


Com as mulheres se dedicando mais à carreira, a maternidade ficou em segundo plano e os casais ou optam por não ter ou adiar a chegada dos filhos. Dados do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, confirmam: praticamente uma a cada cinco famílias é formada por casal sem filhos no Brasil, o equivalente a 19,4%. ­

Essa expressiva mudança nos núcleos familiares alterou também a configuração das moradas. O local que seria destinado ao quarto do filho, agora, dá lugar ao home office. “Esse ambiente sempre teve demanda nos projetos, sobretudo, dos casais mais jovens. Porém, surgia de forma tímida, dividindo espaço com outros usos, como quarto de hóspedes, suíte principal ou sala. Hoje, as pessoas dão mais importância à qualidade e tamanho do home office”, observam as profissionais do escritório Óbvio Arquitetura, Luciana Araújo e Nathália Otoni.

Leia mais notícias em Decoração

De acordo com a arquiteta Ivana Seabra o home office é muito utilizado pelo casal tanto para estudar quanto para o trabalho. Mas, como bem destaca a designer de interiores Fabiana Visacro, são as mulheres as frequentadoras mais assíduas deste espaço. “É mais frequente encontrar mulheres com horários mais flexíveis para adequar à rotina familiar”, defende.

Osvaldo Castro


Ivana dá dicas de cuidados necessários ao projetar o home office. “Devemos, propor o cômodo para duas pessoas estarem acomodadas simultaneamente, caso haja espaço. O detalhamento dos mobiliários também é importante. Eles precisam estar dentro dos padrões de ergonomia. A iluminação também é outro fator que merece atenção. O projeto luminotécnico precisa ser eficiente e com foco na área de trabalho”, ensina a arquiteta.

Nathália e Luciana, da Óbvio Arquitetura, destacam outro quesito que faz toda a diferença: “Funcionalidade! Essa palavra é muito importante nesse tipo de espaço. Ela diz respeito ao posicionamento correto de todos os itens de maneira que estejam sempre à mão e muito organizados, tornando tudo mais prático”.

Já Fabiana encerra com outra dica bem legal: “Vale ficar atento em como será alocada a fiação dos equipamentos utilizados no home office e qual técnico/decorativo usar para escamoteá-las. Dessa forma, o espaço fica mais harmônico e charmoso, tornando o estudo ou trabalho mais agradável”.

Osvaldo Castro

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016