Arquiteta ensina a transformar a casa de solteiro em casa para dois

Casar é sinônimo de muitas mudanças e tudo depende do tipo de relação que o casal quer estabelecer na hora de "juntar as escovas". A arquiteta Evelin Sayar dá dicas preciosas na hora da casa de solteiro se transformar no refúgio do casal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/09/2015 13:58 / atualizado em 22/09/2015 14:06 CorreioWeb /Lugar Certo


Algumas particularidades devem ser levadas em consideração, como o estilo de quem chega, as necessidades de cada um, como também como adequá-lo ao ambiente que antes era usufruído apenas por uma pessoa.

Para Evelin o primordial é abrir concessões e aprender a dividir espaços. “Caso o local não tenha como expandir e nem reformar para ganhar área útil, a ideia é trabalhar com móveis que consigam guardar objetos dos dois, sem que eles tenham que se misturar. Por exemplo, uma estante que guarde livros, cds e discos, tem que ter delimitações que separem o que é de quem. Essa marca pode ser feita usando um objeto que demarque onde termina um e começa o outro. Outra intervenção que é sempre muito complicada, é o closet. Não vale a pena misturar as roupas, a organização é o ponto alto para uma boa convivência. Para os casos que ambos terão que partilhar o local, é primordial que cada lado tenha seu dono, sempre indico fazer essa separação usando o bom senso”.

Leia mais notícias em Arquitetura e Decoração

“Fiz um projeto que seria necessário incluir um criado-mudo no lado da esposa que acabará de chegar, a opção foi criar um alongamento da parede, de vidro, concebendo o espaço necessário e deixando o quarto mais moderno”, afirma Sayar.

A arquiteta ainda diz que caso os cônjuges tenham que dividir, mesmo que seja uma gaveta, é essencial que a divisão fique nítida, evitando que um invada o espaço do outro e até a privacidade de cada um. Existem as separações colmeias que são especiais para gavetas, que colocam ordem em qualquer bagunça.

Outro espaço que pode gerar conflitos são os banheiros. “Vale dividir tudo e estabelecer as regras claras. Normalmente o homem usa 20% do espaço, e os 80% restantes são o universo feminino traduzido em muitos itens e desorganização. Aqui vale um estudo detalhado de um móvel com muitas utilidades. Secador, chapinha, babyliss tem fios, que se enrolam e embolam. Opte por suportes externos que acomodam bem esses objetos e que ficam à mão, deixando livres as gavetas.

O importante mesmo é lembrar que todo tipo de mudança pode causar estranhamento no começo, porém com amor, as coisas acabam ficando em seu lugar e a casa de um se transformando no lar de dois.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016