Especialista ensina o passo a passo para começar a decorar a casa

Planejamento é essencial na hora de decorar ambientes para criar um efeito estético bonito e confortável

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/09/2015 10:32 CorreioWeb /Lugar Certo
Arquiteta e designer Juliana Vasconcellos: Arquiteta e designer Juliana Vasconcellos: "cada ambiente deve ser estudado pensando na iluminação, comunicação com o entorno e no estilo de vida dos moradores"


Ambientes completamente vazios, paredes pintadas de branco e uma dúvida em mente: por onde começar a decoração?. As possibilidades são inúmeras, e o objetivo final é harmonizar estética e conforto para deixar o imóvel com a cara do dono. Mas essa não é uma tarefa tão fácil.

Nada de ir direto às compras. A arquiteta e designer Juliana Vasconcellos, do escritório Vasconcellos Maia, explica que tudo deve começar com uma avaliação.''O primeiro passo é analisar a iluminação natural e levantar as medidas dos espaços e a comunicação entre eles. Nunca podemos nos esquecer de contextualizar o projeto na cultura, local e época em que ele está inserido. Por exemplo, uma decoração de palácio francês em uma casa contemporânea no Brasil me parece descontextualizada, pelo clima e estilo de vida.''

O segredo é planejar. Além de definir qual será o estilo e nortear as compras, um projeto de decoração permite otimizar e aproveitar cada espaço do ambiente a ser decorado. O planejamento precisa ser mais aprofundado se houver necessidade de alteração estrutural. Nesse caso, não dá para abrir mão do profissional de design. ''Conheço várias pessoas capazes de fazer um projeto de decoração onde não há intervenções arquitetônicas, como ampliação de ambientes, mudança de paredes etc. Mas uma pessoa que nunca se relacionou com esse universo vai ter dificuldades para obter um bom resultado. A sugestão é contratar um profissional'', indica.

Leia mais notícias em Arquitetura e Decoração

Para contratar um designer de interiores, o primeiro passo é a pesquisa. Com indicação ou não, é importante conhecer o portfólio do profissional. Ele deve entender os anseios do cliente e o modo de vida dos moradores. Se forem pessoas mais caseiras, o conforto vem em primeiro lugar. Se costumam receber muitas visitas, ou têm crianças pequenas, o ideal é que os ambientes preservem um maior espaço de circulação. ''om essas informações, ele vai elaborar o projeto sugerindo alterações que vão alcançar o uso desejado, além de fazer a escolha dos materiais de revestimento, móveis, iluminação e adornos. Cada ambiente deve ser estudado pensando na iluminação, comunicação com o entorno e, principalmente, no estilo de vida dos moradores''

Vasconcellos Maia/Divulgação


Em casos mais simples, de mudança de decoração, é importante estudar as tendências e observar o que dizem os especialistas da área. Revestimentos e iluminação devem ser a prioridade do projeto. '' combinação de texturas dos materiais diversos de piso e parede, a paleta de cores e o estudo da luz tanto natural como artificial são os fatores principais para um bom resultado. Os móveis e adornos viriam em segundo plano.'' Outro ponto crucial é o estilo de decoração, que pode ser mesclado. ''cho que o filtro pode vir da contextualização do imóvel e do uso. Por exemplo, se for um imóvel de cidade e o cliente gosta de rústico, provençal e moderno, focalizaríamos no moderno com rústico. Deixaríamos a mistura de rústico com provençal para uma casa de campo'' Para que haja um conceito geral coerente em todos os ambientes, é necessário haver equilíbrio.

É preciso atentar aos materiais dos móveis, que devem ser os indicados para cada tipo de uso. ''Um sofá para ver televisão precisa ser mais confortável do que um que ficará na sala de estar.'' Para harmonizar a quantidade e o tamanho com as proporções do ambiente, a indicação é valorizar os espaços vazios.''São os respiros necessários para podermos apreciar as peças escolhidas, entender os fluxos e circular confortavelmente.''

ESTILO Escolher os adornos costuma ser um desafio. São inúmeras as opções de lojas e tendências, mas eles precisam ser condizentes com o estilo adotado no projeto. Para Taciana Paulino, proprietária da loja Hogar, no Ponteio Lar Shopping, esse deve ser o último passo. Nessa etapa de finalização, é comum ter dúvida quanto ao que levar. Por isso, a loja oferece o serviço de consignado. ''eralmente, quando o cliente chega na Hogar já sabe qual parte da casa ele quer decorar e leva peças específicas para cada ambiente. Mas, se ficar indeciso, pode levar duas ou três opções para o mesmo lugar. Então, experimenta, escolhe a que mais gostou e devolve as que não ficaram boas'' Sessenta por cento das vendas da loja são feitas em consignação.

Outra possibilidade é a seleção feita pela própria loja.''Muitas vezes, escolhemos as peças junto com ele depois de conhecer o local. Então vamos até lá e montamos tudo''.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016