Veja duas tendências de decoração com ideias sustentáveis

Ambientes são baseados no reaproveitamento de recursos naturais e materiais que minimizam os danos ao meio ambiente sem perder a estética

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/10/2015 11:51 / atualizado em 07/10/2015 13:40 Hellen Leite


Em tempos de aquecimento global e crise econômica, qualquer desperdício é mal visto pelos consumidores mais atentos. Com a arquitetura de interiores não é diferente: soluções sustentáveis deixam de ser tendência e se tornam necessidade, conquistando cada vez mais espaço no mercado. A mostra Casa Minas Gerais 2015 aposta em espaços que alinham o reaproveitamento de recursos naturais e materiais que minimizam os danos ao meio ambiente sem perder uma estética contemporânea e sofisticada.

Ser sustentável não quer dizer que é preciso estar em um local fixo, adaptado para ser ecológico. É muito pelo contrário. O Container Office, por exemplo, projetado pelas arquitetas Bruna Bonfante e Juliana Lima, demonstra que é possível obter soluções para conforto e economia de energia com mobilidade. O espaço é um escritório móvel com um jardim no telhado para minimizar os efeitos do calor. O piso da área externa foi feito de borrachas com fibras e garrafas Pet de alta permeabilidade e o revestimento de uma parede também foi feito com borrachas.

Leia mais notícias em Arquitetura e Decoração

Casa de Vidro - Casa de Vidro


Embora seja um container, o espaço passa longe da ideia de confinamento. A aplicação de vidros de proteção solar em um grande vão do ambiente reduziu o calor em quase 50%. Os vidros Habitat Refletivo Champanhe deixaram o ambiente iluminado e confortável, em uma tonalidade que quebra o aspecto industrial e frio dos materiais do container. Outro destaque no espaço é o painel de madeira pintado pelo artista mineiro Conrado Almada, onde a brasilidade é ressaltada através da simbologia de um mapa.

Da mesma forma, o espaço Casa de Vidro, da arquiteta Cristina Menezes, priorizou uma construção que contribuísse para o reaproveitamento dos recursos naturais. Com o objetivo de evitar desperdício e não gerar lixo, a terra retirada para implantação da piscina foi utilizada no contrapiso da casa.



Nas paredes e no teto do espaço foram aplicados os vidros de proteção solar Habitat, desta vez Refletivo Cinza, que reduz o calor em até 70%. Mais escuro que o Champanhe usado no Container Office, o aspecto espelhado do vidro favorece a privacidade, inibindo visão de fora para dentro durante o dia, sem afetar a luz natural recebida, ou seja, permitindo a entrada de mais luz e menos calor.




Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016