Saiba quais plantas são essenciais para quem vive em apartamento

Fica difícil não envolver a casa com o verde das folhas e colorido das flores, principalmente quando elas se dão bem com o clima interno dos apartamentos e jardins de inverno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 26/02/2016 16:00 / atualizado em 26/02/2016 12:25 CorreioWeb /Lugar Certo
O cheiro toma conta dos ambientes quando escolhemos as plantas para dar vida aos cantos das salas, cozinhas, quartos e até banheiros. Fica difícil não envolver a casa com o verde das folhas e colorido das flores, principalmente quando elas se dão bem com o clima interno dos apartamentos e jardins de inverno.

Não apenas influenciando a decoração, mas a alimentação também tem contribuído para a criação de hortas em espaços que antes não eram vistos como bons lugares para o plantio. Todo cantinho é válido para dar espaço a frutas, verduras e hortaliças que estarão sempre ao nosso alcance.

Segundo o engenheiro agrônomo e paisagista, Fabio Camargo, algumas plantas, como as suculentas e mini-cactos não necessitam de muita água e por isso ajudam muito a vida de quem mora em apartamento. Entretanto “as suculentas precisam de luz, então se elas não encontram luminosidade suficiente e se houver excesso de umidade elas podem apodrecer”. Mesmo sendo menores e não ocupando muito espaço, elas garantem o estilo e a delicadeza onde estiverem e ainda facilitam a quem é adepto a uma vida mais corrida.

Reprodução Pinterest


Para garantir a saúde das plantas que vivem em ambientes internos, há duas características que devem ser levadas em consideração: a luminosidade e a ventilação. “As orquídeas, por exemplo, se colocadas em uma posição que pegue sol da manhã, mas não pegue corrente de ar, podem durar mais tempo. Assim como as Samambaias e as Calandivas. Já a planta Comigo-ninguém-pode não é indicada para lugares que possuam crianças, pois é tóxica e corre o risco delas engolirem e acontecerem acidentes”, alerta.

Leia mais em Arquitetura e Decoração

Quem ainda prefere as maiores, há diversas opções. A Palmeira Ráfis é uma planta ótima pois é facilmente adaptável, bem como a Espada-de-são-jorge, que é uma das apostas dos paisagistas.

Decorar corredores, cantos de quartos e salas com os caules longos e finos das palmeiras deixam o ambiente com o ar tropical e ao mesmo tempo elegante.

Reprodução Pinterest


O charme e a funcionalidade também podem andar juntos. Cultivar uma horta é a opção para dar vida ao ambiente e garantir o bom ingrediente.
Ela pode ser vertical, em vasos, garrafas e até em xícaras. O importante na hora de escolher qual elemento plantar é verificar quais as especifidades ele requer. Tamanho, convivência com outras plantas, água, luz e colheita.

Mesmo necessitando de mais cuidados, vale a pena produzir os próprios alimentos e garantir a qualidade das refeições. “As ervas e temperos precisam de luz, como a salsa, cebolinha, alecrim, tomilho. Elas precisam que o sol incida sobre as folhas da manhã ou a tarde e os vasos precisam ter uma profundidade de no minimo 20 cm. Já as hortaliças são necessários transplantar para desenvolver melhor”, afirma.

Reprodução Pinterest


Não há uma fórmula. Vale usar a imaginação e deixar o verde invadir o espaço. A dica é usar as mãos. Não existe uma quantidade ou uma receita. “Para saber quando é o momento certo de aguá-las, use o dedo. Se não há umidade nenhuma, passou da hora de molhar. Agora, se estiver exarcada, não há necessidade”.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016