Material feito com garrafas PET são alternativas ecológicas e inovadoras

Garrafas são transformadas em lã para serem usadas em revestimento termo-acústico e criam uma cadeia sustentável que reaproveita o lixo e evita a poluição sonora nos imóveis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/07/2013 08:00 / atualizado em 19/07/2013 15:16 CorreioWeb /Lugar Certo
Material utilizado para revestimento termo-acústico corresponde a aproximadamente 111.600 garrafas PET  retiradas da natureza - Divulgação/Trisoft Material utilizado para revestimento termo-acústico corresponde a aproximadamente 111.600 garrafas PET retiradas da natureza
 
 
Divulgação/Trisoft
A consciência socioambiental na construção civil vem crescendo junto com a necessidade de mudança. A ascensão econômica do mercado imobiliário no país também representa um momento de evolução sustentável. Alternativas para o setor começam a surgir para quebrar o paradigma de ser um dos principais contribuintes para as altas taxas de poluição.

As garrafas plásticas são consideradas as vilãs do meio ambiente. Mas uma empresa voltada exclusivamente para confeccionar soluções sustentáveis desenvolveu a lã de PET ISOSOFT. O material utilizado para revestimento termo-acústico corresponde a aproximadamente 111.600 garrafas PET (Politereftalato de etileno) retiradas da natureza. “A quantidade poderia cobrir o trecho urbano do Rio Tietê de São Paulo 38 vezes. Todas as garrafas removidas são recicladas e transformadas em outros produtos”, afirma Carlos Zapata, gerente de marketing da fabricante.

A partir das garrafas plásticas, a empresa também fabrica produtos como mantas, travesseiros e fibras com o sistema petfom. Zapata ressalta que o foco principal está na redução, reutilização e reciclagem. “O grande objetivo é a sustentabilidade na construção civil”, disse.

Tags: show room

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
19 de fevereiro de 2016
15 de janeiro de 2016
04 de janeiro de 2016
17 de dezembro de 2015
27 de agosto de 2015