Estamparias com técnicas de tingimento indiana ganham destaque pelas cores

Considerada a precursora da estamparia de tecidos, a Índia conta com diversas técnicas milenares de tingimento, como o processo artesanal do Block Print

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/11/2013 08:03 CorreioWeb /Lugar Certo
Divulgação/Delá

Destacada pelas cores vivas, intensas e exuberantes, a estamparia indiana utiliza diversas técnicas de tingimento. O Block Print, datada do século 12, é a mais comum até hoje. Através de blocos de madeiras esculpidos à mão, como um carimbo ou xilogravura, as estampas se formam, destacando ambientes com peças como toalhas e almofadas.

Divulgação/Delá
Em processo totalmente artesanal, o Block Print se inicia na confecção dos blocos de madeira, esculpidos de forma delicada, a fim de obter uma superfície uniforme. A tinta é feita de lama engrossada com goma, argila e pó de ardósia. A tintura, também natural, é extraída de plantas e minerais, conforme a disponibilidade de cada região da Índia.

Os artesãos carimbam os desenhos com os blocos molhados em tinta, repetindo uma sequência com habilidade e precisão, para que não seja visível onde acaba um carimbo e começa outro. O tecido é submetido a uma lavagem especial para a cor aparecer e depois, as peças secam ao sol. Para finalizar, os tecidos são novamente lavados e passados a ferro, para assim fixar a cor.

As estamparias conferem estilo ao ambiente, que ganha cores vibrantes e proposta étnica, já que as peças fazem referência à cultura indiana. Artesanais, as peças são valorizadas não apenas pela estética que proporcionam, mas também pelo processo de produção, que possui herança cultural e histórica.

Tags: perigos

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
19 de fevereiro de 2016
15 de janeiro de 2016
04 de janeiro de 2016
17 de dezembro de 2015
27 de agosto de 2015