Coleção de azulejos resgata tradição portuguesa através das estampas

Releitura dos tradicionais azulejos portugueses traz peças com as mesmas estampas, porém com matéria-prima nobre e resistente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/11/2013 08:03 / atualizado em 12/11/2013 10:04 CorreioWeb /Lugar Certo
Azulejos permitem criar ambientes sofisticados e criativos, através de painéis exclusivos montados manualmente - Divulgação/Mosarte Azulejos permitem criar ambientes sofisticados e criativos, através de painéis exclusivos montados manualmente
 
 
Ideais para compor áreas internas com estilo e exclusividade, os azulejos são reconhecidos pela tradição e charme. O aprimoramento das peças traz versões com matérias-primas nobres e resistentes, mas mantendo as estampas dos tradicionais desenhos portugueses.

Devido ao valor histórico e cultural da peça, os azulejos permitem criar ambientes sofisticados. E ainda é possível brincar com a criatividade, através de painéis montados manualmente. A aplicação de azulejos em ambientes arquitetônicos data do século IX, sendo as nações orientais as primeiras a adotar o uso. No ocidente, mais especificamente na Europa, os azulejos chegaram no século XV. Em Portugal, foram usados em palácios, conventos e casas da alta burguesia, dando o prestígio de nobreza para a peça.
 
Divulgação/Mosarte
 
 
A linha conta com 20 produtos, sendo fabricados em ônix e em mármore piguês. A coleção dispõe ainda de azulejos lisos, que servem como “descanso” - são peças neutras aplicadas entre as estampas. A instalação deve ficar para o final da obra, evitando possíveis sujeiras sobre os azulejos.

Para facilitar, a fabricante orienta que seja montado um painel no chão com várias peças, de forma a comparar as tonalidades e os encaixes do revestimento. Distribua as peças de forma equilibrada e harmônica. Os produtos são indicados para paredes de áreas internas e estão disponíveis no formato de 15cmx15cm com 13mm de espessura.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
19 de fevereiro de 2016
15 de janeiro de 2016
04 de janeiro de 2016
17 de dezembro de 2015
27 de agosto de 2015