Projeto de lei federal obriga os condomínios a individualizar hidrômetros

A proposição do Senado já está pronta para ser incluída na pauta de votações da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), podendo ir a plenário ainda nesse semestre

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/01/2014 07:59 / atualizado em 15/01/2014 13:13 Agência Senado
Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício - Monique Renne/CB/D.A Press Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício
 
 
As tarifas dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário deverão ser cobradas individualmente dos consumidores nos condomínios residenciais. Isso é o que determina projeto de lei, de autoria do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que está pronto para ser incluído na pauta de votações da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Na justificação de sua proposta (PLS 179/2006), Raupp observa que a cobrança das tarifas do modo como se dá atualmente, baseada no consumo total do condomínio e repartidas entre os condôminos na proporção de suas frações ideais, dá origem a uma distorção pela falta de correlação entre os valores das contas de água e o consumo de cada unidade residencial, sendo importante fator de incentivo ao desperdício.

No mesmo sentido, em seu relatório favorável à proposta, o senador Paulo Bauer (PMDB-SC) chama a atenção para o fato de que, na ausência de equipamento de medição individual, ocorrem muitas injustiças na cobrança das tarifas, como por exemplo o caso de um pessoa que more sozinha ter que desembolsar a mesma quantia de uma família com muitos integrantes.

“Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício, já que um consumo maior (banhos demorados, torneiras abertas, tubulações sem manutenção etc.) não corresponde a um aumento equivalente na tarifa cobrada. A medição e a cobrança individualizadas pelo consumo, além de criarem um incentivo para se economizar água, promovem uma adequada alocação do custo desse bem”, argumenta Paulo Bauer.

O projeto tem relatórios favoráveis à aprovação também na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).

Tags: cores

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016