Capacitação de porteiros melhora segurança de condomínios no Carnaval

Sindicato dos Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal alerta para investimentos em capacitação de funcionários para aumentar a segurança residencial durante os períodos festivos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/03/2014 08:01 CorreioWeb /Lugar Certo
Os síndicos devem aumentar a capacitação dos funcionários para várias situações do cotidiano, pois vai influenciar na segurança dos moradores - Breno Fortes/CB/D.A Press Os síndicos devem aumentar a capacitação dos funcionários para várias situações do cotidiano, pois vai influenciar na segurança dos moradores

Nos períodos festivos é comum os moradores viajarem ou aumentar o fluxo de convidados em festas dentro de residências situadas nos condomínios. Para aumentar a sensação de segurança entre os moradores, o Sindicato dos Condomínios Residenciais e Comerciais do Distrito Federal (Sindicondomínio/DF) destaca que além de equipamentos de segurança, os síndicos devem aumentar a capacitação dos funcionários para várias situações do cotidiano. Para isso, o sindicato reforça o alerta e enfatiza a importância de se investir na estruturação das guaritas e contratação de pessoal qualificado para a atuação nesses locais.

O presidente do Sindicondomínio/DF, José Geraldo Pimentel, critica as chamadas "guaritas ilustrativas", que segundo ele, ainda são comuns em quase todo o território brasiliense. “Quantas vezes nossa entrada em algum condomínio é liberada sem ao menos nos apresentarmos aos porteiros?”, questiona. “É preciso que síndicos e moradores se conscientizem da necessidade de normatização da entrada de visitantes nessas propriedades e cobrem de porteiros e zeladores o respeito às regras estabelecidas”, complementa.

Pimentel também observa que apenas a estruturação tecnológica não é suficiente. Câmeras, alarmes e cercas elétricas, por exemplo, cumprem um importante papel, mas não são capazes de inibir por completo a invasão desses espaços, uma vez que a falha humana – já na entrada – costuma ser o principal facilitador da ação dos bandidos. “A seleção de funcionários para as postos de segurança deve ser feita com bastante cuidado, e a qualificação deve ser um dos mais importantes critérios para a escolha dessas pessoas”, pontua o sindicalista.

Segundo o sindicato, as instituições de instrução profissional, cientes da crescente demanda, têm promovido oficinas e cursos de capacitação para profissionais que trabalham em condomínios. Por isso, é imprescindível que estejam previstos no orçamento os investimentos em qualificação continuada dos trabalhadores condominiais. Além de noções de segurança, também são constantemente ofertados cursos voltados às relações humanas, atendimento ao público, além de primeiros socorros, por exemplo.

“O investimento no capital humano é central na discussão da melhoria da segurança nos condomínios, mas também tem o potencial de contribuir de maneira significativa para construção de um ambiente mais agradável, tanto para os condôminos quanto para os próprios funcionários”, conclui o presidente do Sindicondomínio/DF.

Tags: problemas

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016