Conselheiros do Conplan adiam votação do PPCub para quinta-feira

Iphan solicitou adiamento para dar mais tempo de apreciar as 73 planilhas e mapas com as diretrizes da ocupação do solo em Brasília, Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal e Candangolândia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
Com o texto atual, o PPCub permite a criação de um estacionamento na Esplanada dos Ministérios e a construção de prédios na 901 Norte - Daniel Ferreira/CB/D.A Press Com o texto atual, o PPCub permite a criação de um estacionamento na Esplanada dos Ministérios e a construção de prédios na 901 Norte
 
 
Mais uma vez, a votação do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub) no Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) foi adiada. Dessa vez, a análise do projeto de lei complementar (PLC 078/2013) ficou para a próxima quinta-feira (27/3).

O pedido foi apresentado pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e acatado durante votação nesta terça-feira (25/3) na Secretaria de Habitação (Sedhab). De acordo com o órgão, o adiamento é necessário para que haja mais tempo de apreciar as 73 planilhas e mapas com as diretrizes da ocupação do solo em Brasília, Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal e Candangolândia.

Neste momento os conselheiros do Conplan avaliam os artigos da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), que pretende consolidar uma legislação única em substituição às diversas normas referentes ao uso e ocupação do solo, entre elas as Normas de Edificação, Uso e Gabarito (NGB), a planilha de Parâmetros Urbanísticos (PUR) e os Planos Diretores Locais (PDL). A Luos definirá as normas de gabarito da cidade, fixando, por exemplo, que área e altura máximas que cada edificação pode ter, além da delimitação de uso (comércio, habitação, serviço).

Nos anexos do PPCub, dois novos bairros poderão ser criados atrás da antiga Rodoferroviária, conforme apurou reportagem publicada hoje no Correio Braziliense. Os bairros ficarão fora da área tombada, mas integram o perímetro de influência sobre a poligonal protegida, definida pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Com o texto atual, o PPCub permite a criação de um estacionamento na Esplanada dos Ministérios, a construção de uma nova quadra no Sudoeste e também de prédios na 901 Norte. Itens considerados polêmicos, pois envolvem profundas alterações no projeto urbanístico de Brasília e ferem o tombamento em algumas regiões.

Além disso, com a aprovação de acréscimo de um novo artigo, o projeto vai permitir que o governo tome ações para complementação do Eixo Monumental, em especial na área entre o Teatro Nacional e a L2 Norte. Anteriormente, o grupo de trabalho criado pela Câmara Legislativa para revisar o PPCub dentro da esfera do Conplan, tinha sugerido a realização de um concurso público nacional para apresentar um projeto que iria acomodar no local, estruturas provisórias como shows, festa e equipamentos culturais. Agora, a previsão desse certame foi retirada e a responsabilidade de definição do espaço transferida para o governo, que ainda não definiu a finalidade de uso da área.

Tags: incêndio

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016