Valorização do metro quadrado imobiliário aponta crescimento em Brasília

De acordo com o levantamento, os imóveis da Asa Sul possuem as maiores medianas de preço por metro quadrado, seguido do Sudoeste e Lago Sul

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/04/2014 12:08 / atualizado em 03/04/2014 14:06
A Asa Sul foi a região aonde foram apresentadas os maiores valores do m², com mediana mais alta de 12 mil reais nas quitinetes  - Monique Renne/CB/D.A Press A Asa Sul foi a região aonde foram apresentadas os maiores valores do m², com mediana mais alta de 12 mil reais nas quitinetes

Os dados do Boletim de Conjuntura Imobiliária, referentes ao mês de fevereiro, divulgados pelo Sindicato da Habitação do Distrito Federal (Secovi-DF) demonstram que Brasília é a cidade mais valorizada do DF. Na pesquisa, os imóveis foram divididos da seguinte forma: residencial e comercial representando 92,8% e 7,2% da amostra, respectivamente.

As maiores participações individuais foram os apartamentos de dois dormitórios com 22,6%, seguido por apartamentos de três dormitórios representando 21,9%. As menores participações foram de "lofts" e casas em condomínio de 2 dormitórios, correspondendo a 0,3% e 1%.

Os imóveis em Brasília possuem as maiores medianas de preço por metro quadrado, variando de R$ 8.273 para quitinetes a R$ 10.069 para apartamentos de quatro dormitórios. Em segundo lugar, destaca-se o Guará com a média de R$ 6.960, o valor do metro quadrado para apartamentos de 4 quartos. Já, Sobradinho apresentou as menores medianas tanto para apartamento quanto para casa, variando de R$ 1.966 para casa de 2 dormitórios à R$ 4.335 para apartamentos de 4 quartos.

Em relação aos bairros mais valorizados de Brasília, a Asa Sul foi a região aonde foram apresentadas os maiores valores do m². A mediana de m² mais alto foi verificado nas quitinetes da Asa Sul de 12 mil reais. O Sudoeste, aparece em segundo lugar, com apartamentos de 4 dormitórios valendo 1 milhão e 930 mil reais. O Lago Sul, bairro nobre da capital, apresentou os maiores valores para casas em comparação com o Lago Norte, de 2 milhões e 600 mil reais para casas de 4 dormitórios enquanto o mesmo imóvel no Lago Norte pode ser comercializado por 2 milhões e 200 mil reais.

Entre as regiões dentro de Brasília, a Asa sul e o Setor de Indústria também obtiveram as maiores valorizações. Para lojas, Águas Claras obteve o maior valor mediano por m² de R$ 10.356 seguido pelo Setor de Industria com R$ 10.268. A região com maior valor mediano para comercialização de sala comercial foi o Setor de Industria de 420 mil reais, seguido por Brasília com 378 mil, destaque para Asa Norte com salas valendo até R$ 399.814 seguida pela Asa Sul com valores de até R$ 376.899.

Para locação, Brasília também é a cidade com maior preço mediano de aluguel para apartamentos e casas variando de R$ 1.100 para quitinetes à R$ 8.500 para casas de 4 dormitórios na região. Taguatinga foi a cidade com menor preço mediano para apartamentos de 3 dormitórios com um aluguel de R$ 1.000 e a locação na Ceilândia de casas com dois e três dormitórios é de R$ 850 à R$ 1.000, respectivamente.

Já os imóveis comerciais para locação, além de Brasília, Águas Claras e Setor de Indústria, apresentaram os maiores valores para salas comerciais e lojas variando de R$ 1.550 à R$ 4.000.

Informações do Secovi-DF

Tags: vantagens

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016