Procura por relocation para os Estados Unidos cresce 50% em um ano

Facilitar a adaptação de quem vai morar no exterior é uma das bandeiras do serviço

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/11/2014 08:13 / atualizado em 19/11/2014 11:46 Hellen Leite


O número de brasileiros que visitam os Estados Unidos aumentou 453% em dez anos. Apenas em 2013, a estimativa do Departamento Comercial do país é que aproximadamente 1,8 milhão de turistas tenham ido à terra do Mickey Mouse e deixado por lá cerca de U$ 8 bilhões. A procura dos brasileiros ultrapassou o turismo e chegou ao mercado imobiliário, atraídos principalmente por imóveis em Miami, Orlando e Nova York.

Dados das empresas de relocation, que prestam serviços imobiliários para o exterior, também constataram aumento expressivo no número de brasileiros que buscam orientação na mudança para outros países. De acordo com a Elite International Realty, consultoria imobiliária com sede em Miami, a procura cresceu 50% em 2014.

Além de cuidar da mudança dos recém-chegados no exterior, o pacote de serviços de relocation contempla ainda auxílio na procura por colégios, guias culturais, registros de automóveis e licenças de trabalho.

A comerciante e agente de viagens, Marina Papadelis, 50 anos, usou o relocation quando decidiu se mudar com a família para os Estados Unidos, em abril deste ano. “Meus filhos já tinham vivido em Miami. O mais novo decidiu que queria vir fazer faculdade aqui. Então resolvemos vir todos”, explica.

Leia mais notícias em Últimas

A agente de viagens Adriana Papadelis se mudou para os Estados Unidos com a família em abril deste ano


Em dezembro de 2013 a família comprou uma casa na planta. Com 214 m², a casa nova, localizada em Miami, tem cinco quartos, quatro banheiros e piscina. A previsão é de que ela seja entregue no fim de novembro deste ano. Enquanto não fica pronta, a família vive em uma casa alugada.

Para Marina, a parte mais difícil na decisão de ir morar no exterior foi justamente a disposição para sair do Brasil. “Depois todo o resto fluiu muito facilmente. Fizemos a primeira viagem de avaliação, reconhecimento e contatos. Em seguida vendemos nosso negócio, esperamos os filhos estarem no fim do ciclo da escola, vendemos nosso apartamento no Rio, descobrimos a melhor forma de enviar a mudança e pronto”, explica.

Na mudança do Brasil para os Estados Unidos, apenas objetos pessoais: roupas, livros, porta retratos e algumas poucas louças. Os bens que a família não abriu mão de levar junto demorou cinco dias para chegar na nova residência.

Saiba quais são os passos para conseguir o visto de imigração

Existem mais de 50 vistos disponíveis nos Estados Unidos: para empresas que operam no exterior, para quem tem capacidade extraordinária em seu campo de atuação, de emprego, com investimento em um centro regional, para investidor de países conveniados com os Estados Unidos, para estudante acadêmico, entre outros.

Uma das maneiras mais simples de mudar para os Estados Unidos e conseguir o Green Card e, eventualmente, a cidadania de uma forma rápida, é com o visto EB-5, baseado em uma lei de imigração criada em 1990.

O visto EB-5 permite que estrangeiros que investirem no mínimo US$ 500 mil em um centro regional, em um projeto pré-aprovado pelo governo norte-americano (que pode ser um hotel, uma casa para idosos, um estabelecimento comercial, entre outros empreendimentos), se qualifiquem para o visto, sem as responsabilidades de gerenciar um negócio nos Estados Unidos.

De acordo com Leo Ickowicz, sócio de uma consultoria com sede em Miami, atualmente existem condições favoráveis para comprar um imóvel nos Estados Unidos e uma pessoa bem assessorada não encontra dificuldades para abrir uma conta em banco e obter financiamento.

Em geral, os financiamentos para imóveis comerciais cobram até 65% do valor total, com taxa de juros entre 4.25% e 5.00 % a.a. (fixa pelos primeiros cinco anos), com taxa de processamento de 0.5% e amortização em 20 anos.

A documentação necessária não costuma ser maior do que a exigida para compra de imóveis no Brasil, como contrato de compra do imóvel, biografia do comprador, declaração de Imposto de Renda dos dois últimos anos, extratos bancários recentes, carta de referência bancária, cópia do passaporte e da carteira de identidade, além de comprovante de residência.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016