Mercado imobiliário deve fechar o ano de 2014 com 9% do PIB

Previsão é que o crédito imobiliário feche o ano com R$ 200 bilhões de financiamentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/12/2014 08:17 / atualizado em 02/12/2014 18:55 Com Agências
Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press


O mercado imobiliário deve fechar o ano de 2014 com uma participação de 9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, de acordo com expectativa do vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, José Urbano Duarte.

Em números absolutos, a previsão de Duarte é que o crédito imobiliário feche o ano com R$ 200 bilhões de financiamentos. Na Caixa, o crédito imobiliário fechará 2014 com R$ 140 bilhões em empréstimos, segundo os dados do vice-presidente. Esse montante representa crescimento de 10% sobre o financiado em 2013.

Para 2015, o vice-presidente estima crescimento de 10%. “Do ponto de vista do mercado, há razões para assegurar o crescimento em 2015”, afirmou. Duarte citou como fontes de recursos o FGTS, que irá destinar R$ 42 bilhões para o crédito imobiliário, e a poupança. Em 2014, o investimento do FGTS foi de R$ 37 bilhões.

Leia mais notícias em Últimas

José Urbano Duarte destacou que há demanda para o crédito imobiliário. Como prova, afirmou que cerca de 7 milhões de projeções de operações de crédito habitacional têm sido realizadas a cada mês pelo simulador de financiamento imobiliário do site da Caixa Econômica Federal.

Só no DF, há uma média de 130 mil simulações mensais. Deste total, 51% querem imóveis em Brasília com valores abaixo de R$ 400 mil. “Ninguém vai ao simulador, numa tarde de sábado, porque não tem o que fazer; é porque quer comprar”, disse Duarte.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016