Especialista dá dicas de como garantir a reforma em casa com o seu 13º salário

Tanto em uma construção nova como numa reforma, o orçamento deve ser a primeira providência a ser tomada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 04/12/2014 08:12 / atualizado em 03/12/2014 18:50 CorreioWeb /Lugar Certo
Reprodução/Pinterest


Dezembro é o período do ano propício para reflexões e tomada de novas decisões. Com a vinda do 13º salário, muitas famílias aproveitam para realizar a reforma do imóvel. Nesse momento, organização, criatividade e muita pesquisa são indispensáveis. Uma projeção dos gastos para determinado período em obras – tipo do material a ser utilizado, área total, quantidade de pavimentos e padrão de uso – ajuda o proprietário a ter uma noção básica do setor da construção hoje. Assim, é possível garantir uma casa nova sem sair do orçamento.

Ter definido o objetivo da reforma residencial é a dica para não se decepcionar lá na frente. “Se o cliente encomenda a primeira leva de materiais e não define o escopo da reforma, ele gastará o dobro se comparado a um segundo que analisou as necessidades reais antes da compra”, afirma Vanderlei Ribeiro, gerente de vendas na Ferragens Pinheiro.

Importante saber diferenciar a construção da reforma. Segundo Vanderlei, tanto em uma construção nova como numa reforma, o orçamento deve ser a primeira providência a ser tomada. No entanto, a reforma pode exigir um maior investimento, pois é comum que outros problemas apareçam numa residência já construída. “A escolha dos profissionais adequados é o que garante o controle do orçamento’’.

Leia mais notícias em Últimas

Se um “up” no imóvel vai lhe custar R$ 5 mil ou R$ 50 mil, vale apostar naquilo que cause satisfação pessoal e sensação de dever cumprido, ficando sempre atento aos limites de gastos. Na Pinheiro Ferragens, por exemplo, o Cimento Tocantins, um dos itens mais solicitados nas listas, sai por R$ 21,77, seguido da Placa Cimentícia 10 mm, que custa R$ 151,02. O Painel Wall Eternite R4, também muito procurado, custa R$ 264,21; e a Tela Soldada Q 92, sai por R$ 82,54.

Toda a execução da reforma depende exclusivamente de alguns fatores básicos como análise de mercado, divisão de etapas, consulta a um profissional, controle de gastos, pesquisa de custos de mão de obra e materiais, avaliação da capacidade de comprometimento da renda, e estudo das formas de pagamento.

Para quem deseja construir, uma ideia é calcular o Custo Unitário Básico (CUB), que é divulgado mensalmente pelos Sindicatos da Indústria da Construção Civil (SindusCon) regionais, e ter uma estimativa de custo para a realização do projeto. Além disso, nas empresas e lojas de materiais para construção, há especialistas que auxiliam os proprietários na hora de escolher o melhor material e a quantidade necessária para a reforma ou construção.

5 dicas para fazer obras de maneira efetiva com seu 13º salário:

- Defina o período de duração e quanto do seu 13º salário será usado na obra como um todo. Procure não usar todo o 13º bônus salarial. Deixe uma reserva para emergências;

- Faça uma lista de desejos de modificações para cada cômodo;

- Elabore com seu arquiteto uma lista completa com todos os materiais necessários para a realização da reforma;

- Faça pesquisas sobre preços e usos dos materiais de construção;

- Priorize os ambientes que mais precisam de retoques e reforme um ambiente por vez.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016