Mais de 2 mil apartamentos serão entregues em Santa Maria e no Paranoá

Contemplados com imóveis no Condomínio Estilo receberão as moradias em agosto. Até o fim do ano, governo de Brasília espera beneficiar cerca de 10 mil pessoas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/08/2015 11:14 Agência Brasília
Gabriel Jabur/Agência Brasília


As cidades de Samambaia, Sobradinho II, Riacho Fundo II, Santa Maria e Paranoá devem receber até o fim de 2015 9.805 moradias no âmbito do Morar Bem, programa vinculado ao Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. As duas últimas regiões administrativas deverão receber mais de 2 mil imóveis em agosto.

Até 2018, a previsão é repetir, ano a ano, a quantia de quase 10 mil propriedades entregues aos beneficiários. Segundo o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Gilson Paranhos, a ideia é contemplar, até 2018, aproximadamente 40 mil famílias que sonham com a casa própria.

O número, de acordo com Paranhos, é quatro vezes maior que o de toda a gestão passada, de 10 mil. “Nossa meta é superior a isso [40 mil em 4 anos], mas é preciso termos o pé no chão e percebermos o momento pelo qual estamos passando”, diz, referindo-se às dificuldades financeiras que o Executivo tem enfrentado.

Reorganização
Para reduzir ao máximo o déficit habitacional do DF, reorganizaram-se serviços básicos da Codhab, principalmente os que dizem respeito à transparência. A lista com os habilitados no Morar Bem passou por uma revisão e agora é divulgada no site do programa. Com isso, é possível saber a colocação de todos os beneficiados, a respectiva pontuação e a faixa de renda. A busca pode ser feita pelo nome completo ou pelo Cadastro de Pessoa Física (CPF) do candidato.

Leia mais notícias em Últimas

O pente-fino nos inscritos fez a equipe perceber, ainda no início do ano, que, a cada dez cadastros, quatro não correspondiam ao perfil de quem tem direito ao financiamento oferecido pelo programa. No entanto, para Paranhos, essa fiscalização precisa ser constante e, depois da divulgação da lista, passa a contar com um apoio essencial. “O cidadão começa a trabalhar ao nosso lado.” Denúncias quanto a pessoas listadas que não atendam aos requisitos podem ser feitas por telefone, pelo número 156, opção 5. Os casos são apurados e, se constatada fraude, o nome é excluído da relação.

Agendamento
Outra mudança foi a possibilidade de agendamento para que os habilitados entreguem a documentação quando convocados pela Codhab. Basta também ligar para o 156, opção 5. Antes, os candidatos eram atendidos por ordem de chegada. “Essa medida deu mais dignidade às pessoas, que muitas vezes tinham de dormir na fila, onde ainda passavam horas”, resume Gilson Paranhos. Ele conta que, depois da novidade, a média mensal de atendimentos dobrou para 10 mil.

De olho na agilidade, a companhia adaptou algumas normas. A manifestação de interesse, que permitia escolher o lugar onde se queria morar, foi eliminada. Com a mudança, cada inscrito terá direito de recusar o imóvel disponível duas vezes sem que perca a colocação e antes de ser considerado desistente. Além disso, quando surgirem novas unidades habitacionais, os primeiros da lista serão consultados, independentemente do empreendimento.

Entregas
Este ano, o governo já entregou a 56 pessoas imóveis de empreendimentos de Samambaia e a 1.163 do Riacho Fundo II. As duas regiões administrativas ainda receberão 784 unidades e 3.328, respectivamente, até o fim do ano.

Nos outros três locais a serem atendidos, as moradias serão entregues no segundo semestre — 4.384 no Paranoá, 84 em Santa Maria e 33 em Sobradinho II.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016