Edição de 2015 do Casa Cor Brasília celebra a brasilidade

De 29/09 a 10/11, na QI 9 do Lago Sul, a 24ª edição da mostra apresenta 46 ambientes assinados por mais de 60 profissionais e escritórios de arquitetura, paisagismo e de design de interiores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/09/2015 10:02 CorreioWeb /Lugar Certo
Casa Cor Brasília


Celebrando a “Brasilidade” e valorizando elementos arquitetônicos da capital do país, a Casa Cor Brasília chega ao seu 24º ano. A edição brasiliense da maior e melhor mostra de arquitetura, decoração e paisagismo da Américas acontece de 29 de setembro a 10 de novembro, na QI 9 do Lago Sul (no antigo Inacor -Instituto Nacional do Coração), evidenciando a nossa cultura, mobiliário e arte em ambientes inovadores e inspiradores, assinados por mais de 60 profissionais renomados e jovens talentos de escritórios de arquitetura e de design de interiores.

A mostra de 2015 reúne em uma área construída de 6.500m², 46 ambientes distribuídos em três pavimentos com as últimas novidades e próximas tendências em móveis, objetos, revestimentos, cores e texturas para as diversas maneiras e estilos de morar e trabalhar. Projetos de paisagismo e para ambientes clássicos como quarto, living, sala de jantar, suíte, estúdio, varanda, banhos, lavabo, banheiros públicos, garagem, escritório, home theater, hall, cozinha, cozinha gourmet e loft, assim como espaços comerciais (lojas, restaurante, café e pizzaria) e institucionais. O público também pode conferir o projeto de decoração para um apartamento de 300m² no Setor Noroeste, o mais novo empreendimento da Via Engenharia, o Via Sublime.

Leia mais notícias em Últimas

A fachada principal em aço e vidro, projeto do arquiteto Ruy Espinheira, dá às boas vindas ao público. Já a lateral da edificação - voltada para a via principal do Lago Sul - recebeu o trabalho de arte urbana em grafite do artista Daniel Toys, vencedor do concurso cultural promovido em agosto pela organização da mostra e o CasaPark, com apoio da Secretaria do Trabalho e do Empreendedorismo. O grafite, assim como o cobogó, ganhou destaque nesta edição da mostra. Ambos estão presentes em vários ambientes e confirmam a valorização da arte urbana e o retorno do elemento característico da arquitetura brasileira dos anos 60, principalmente nas primeiras construções de Brasília.

Organizada pelas empresárias Eliane Martins, Moema Leão e Sheila Podestá, a mostra promete surpreender os visitantes. “Esta edição apresenta uma Casa Cor mais completa, mais madura e mais alegre e, que valoriza, sobretudo, ainda mais a arte e o mobiliário brasileiros”, afirma Eliane Martins. “É um resgate da cultura e estilos brasileiros como o cobogó, elemento marcante na arquitetura de Brasília e que ressurge com força em projetos atuais”, completa Sheila Podestá. “Os profissionais se esmeraram para fazer da Casa Cor Brasília 2015 umas das melhores já realizadas”, finaliza Moema Leão.

As propostas para casas, apartamentos e livings exaltam a brasilidade através da fauna e flora e aos materiais que fazem referência aos elementos da natureza brasileira. O Refúgio do Charme da Villa, de 67 m², assinado por Circe Milano e Cilda Oliveira, utiliza a técnica do moderno em contraponto ao rústico com a proposta de recriar um espaço relaxante e intimista, como uma casa de campo, com itens de cidades históricas do estado de Goiás. O Espaço de Convivência, assinado por Marcelo Rosso, com 120 m², trata do tema “brasilidade” fazendo uma alusão à capital, Brasília. As texturas naturais, em pedras e aço, simulam o minimalismo e as texturas encontradas na arquitetura de Oscar Niemeyer, complementadas por esculturas e pinturas feitas exclusivamente para o ambiente. E o lado externo da mostra também segue a mesma tendência: a Varanda Tropical, de Juliana Santana, utiliza seus 95 m² para explorar a arquitetura nacional através do cobogó, da pérgola e do jardim suspenso, criando um clima solar e bucólico.

Casa Cor Brasília


Lofts e estúdios se mantém como destaques entre os ambientes da mostra. O Studio 212, de 60 m³ e assinado por Bruno Amaral e Taiza Greca, ressalta a múltipla funcionalidade dos ambientes, para pessoas que adaptam o espaço em momentos de trabalho de lazer e de descanso. A técnica utilizada pela dupla foi a separação dos espaços através de diferentes materiais, sem a necessidade de compartimentá-los. Com assinatura de Barbara Paiva, o Studio do Jornalista, de 65 m², exalta a decoração moderna e sofisticada, buscando deixar o ambiente completo para as diferentes necessidades do cotidiano, com divisões para escritório, living e lavabo. Já o Someone’s Loft, de Flávia Amorim e Renata Melendez, foi pensado para um casal moderno, através de ambientes integrados e amplos com máximo aproveitamento da luminosidade natural. O projeto do ambiente, de 75 m², é inspirado nos lofts da década de 70 em Nova York, com estrutura moderna e ambientação tecnológica.

A 24ª edição da mostra enaltece também o design brasileiro na composição do ambiente. Ao percorrer o trajeto, o visitante se depara com verdadeiras obras de arte para quarto, escritório e varanda, de nomes como Sérgio Rodrigues, Zanini de Zanine, Jader Almeida e Porfírio Valadares. O maior expoente dessa proposta é o Refúgio do Design Brasileiro, ambiente de 100 m². A arquiteta Larissa Dias faz uma homenagem à ousadia das criações nacionais, como a poltrona Benjamim, último lançamento de Sérgio Rodrigues, além de peças assinadas por Jader Almeida, Carlos Motta, Paulo Alves, Lattoog e Estúdio Bola. No Living do Colecionador, de Silvana Andrade, com 84 m², o destaque é para a Chaise-longue Rio, cadeira de design futurista assinada por Oscar Niemeyer. Entre outros, os ambientes Luxo Urbano, de Denise e Juliana Zuba (com 300 m²), Sala de Jantar, de Nando Nunes (com 60 m²) e Cozinha, de Didacio e Flávia Duailibi (com 63 m²) também investem na brasilidade e recobrem o seu espaço com cadeiras, mesas, sofás e poltronas de renomados designers do País.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016