Melhor que acomodar na área de serviço, a bike virou o centro das atenções

Com um papel de destaque na decoração do ambiente, as bicicletas deixam a área de serviço para compor a decoração da casa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/07/2013 10:04 / atualizado em 08/07/2013 10:11 Maria Júlia Lledó /Correio Braziliense
Clausem Bonifácio/Divulgação
A planta dos apartamentos diminuiu e um objeto ficou de fora dessa equação matemática: a bicicleta. Em alguns condomínios, ainda é possível acomodar a sua magrela na garagem, mas a maioria fica receosa de deixá-la desguarnecida de segurança 24 horas. O resultado? Cada vez mais, jovens casais e solteiros decidiram improvisar soluções para armazenar a bike em casa mesmo. "Só que ela não pode ser um trambolho no meio da sala ou na área de serviço", alerta a arquiteta Stella Lopes.

De olho nessa demanda, Stella conversa com seus clientes para alinhar dois elementos no projeto: estilo da decoração e bicicleta. Assim, seja qual for o cômodo escolhido pelo dono da casa para pendurar esse meio de transporte de duas rodas, o ambiente terá de ser bonito e funcional. "Ela tem que se integrar e se tornar um objeto de decoração. Por exemplo, dá para pintar a parede onde ela fica exposta, delimitar o espaço dela ou criar um jogo de luz. É como se ela fosse, de fato, uma escultura", define a arquiteta.

A designer de interiores Cybele Barbosa também demonstra a mesma preocupação. Atualmente, ela assina um ambiente na mostra Líder Interiores, no Casa Park, onde criou um espaço para acomodar uma bike em um loft casual. "Não vejo restrições quanto ao local onde podemos colocá-la, no entanto, temos que ter um cuidado para que fique em harmonia com os outros elementos que compõem o espaço", diz. Sem restrições, na mesma parede em que a bicicleta é pendurada, é possível fixar quadros e fotografias, garante Cybele. "Hoje, podemos misturar objetos que definem o gosto do dono da casa sem medo de errar. Como estamos cada vez mais ligados à prática esportiva e à soluções no trânsito, por que não devolver à bicicleta sua devida importância no lar?", reflete.

Inspire-se...

Reprodução da internet


Ao lado da escada
Ela pode ficar ao lado da escada em vez de pendurada, se não atrapalhar a movimentação no corredor contíguo



Na sala de jantar

Devidamente limpa e em sintonia com a decoração, a bike poder ser um objeto decorativo em frente à mesa de jantar



No hall de entrada
Fixa na parede de tijolos, logo na entrada da casa, ela fica à mão e à vista



Dica da blogueira

Designer de interiores e, principalmente, uma "curiosa de plantão" no quesito "lar, doce lar", Vivianne Pontes alimenta a página Dcoração há seis anos com dicas infalíveis para quem quer dar um tapa no visual da casa. Criativa, ela pondera: a melhor maneira de a bicicleta ficar bacana na decoração é não tratá-la como algo que se deve colocar, literalmente, de lado, em um cantinho na área de serviço. "É como se tentássemos esconder o elefante embaixo da mesa: não funciona e não fica bom", destaca. Por isso, a blogueira sugere um suporte na parede para deixá-la aparente e com estilo em seja qual for o cômodo da casa. "Dá para fazer um suporte de madeira com um marceneiro ou comprar um suporte de metal baratinho." Que tal experimentar?



Design alemão
Quando os criativos Henning Thomas, designer gráfico, e Thomas Erven, designer de produto, se uniram para criar o ateliê Jung/Dynamish/Sylt em Colônia, Alemanha, não imaginaram causar tanta repercussão com um móvel que tirava a bicicleta do ostracismo na decoração. Utilizando-se de referências dos anos 1980, década em que cresceram, e quando houve uma febre de meninos e meninas em bicicletas ou skates, Henning e Thomas levaram seis meses para conceber um suporte fixo na parede - um rack de madeira para a bike - que ainda tivesse outras funções. Além de conferir o merecido destaque a esse ecologicamente correto meio de locomoção, ele serve para acomodar livros e objetos.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016