Vitrolas compõem visual para decoração de ambientes com ar retrô

O estilo retro vem com tudo nas decorações e as vitrolas antigas deixam o ambiente com visual estiloso e com jeito de feira de artes, antiguidades e colecionismo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 24/07/2013 08:00 / atualizado em 30/07/2013 09:14 CorreioWeb /Lugar Certo
Vitrolas foram atualizadas e incluem equipamentos modernos que permitem reproduzir MP3, CD e DVD, e também curtir os antigos LPs - Divulgação/Alberto Mizuki Vitrolas foram atualizadas e incluem equipamentos modernos que permitem reproduzir MP3, CD e DVD, e também curtir os antigos LPs
 
 
Divulgação/Alberto Mizuki
As vitrolas fabricadas com madeira compensada, MDF e pintura automotiva são sucesso e dão toque retro na decoração de ambientes. Os móveis em formato de aparador, disfarçavam a função de equipamentos eletroeletrônicos, fizeram parte de um estilo de decoração muito difundido nas décadas de 40, 50 e 60. Hoje em dia voltam com cara nova e adaptada às novas tecnologias.

As vitrolas criadas por Alberto Mizuki têm a cara dos anos 1950 e são montadas com equipamentos estéreo de alta qualidade dos anos 1970 e 1980 como os receivers das marcas Sansui, Marantz, Pioneer e Kennwood, e toca-discos para vinil da Garrard e da Dual, fabricantes de equipamentos de som Hi-Fi. Mas, como não se pode viver somente no passado, Alberto atualizou suas vitrolas e incluiu equipamentos modernos que permitem reproduzir MP3, CD e DVD. Porém, ele ressalta: “Com esta vitrola o cliente pode curtir principalmente os antigos LPs. Afinal, o nosso ouvido é analógico e não digital”. Feitas também por encomenda, as peças podem vir com encaixe para TVs de até 42 polegadas.

Alberto tem como inspiração suas maiores paixões, a música e a marcenaria. O sucesso da peça as traz de volta para a Feira de Artes, Antiguidades e Colecionismo, em Brasília. Os aparelhos de som de alta fidelidade utilizam o conceito minimalista em que se acredita que quanto menos estágios tiverem entre o som captado, gravado, reproduzido e amplificado, menos interferências ele vai ter em relação ao original e maior será a fidelidade.

Glossário retrô
Receiver: Receptor de AM e FM com pré-amplificador ou amplificador em um único equipamento. Nele, os usuários podem plugar microfones, fones de ouvido, entradas para áudio estéreo e mono. Alguns tinham até equalizadores, que equilibravam os graves e os agudos.

Toca-discos: Aparelhos elétricos com um prato giratório e um braço mecânico que pode ser acionado manual ou automaticamente. Sobre o prato coloca-se o disco de vinil. Para ouvir a música, o braço mecânico que possui uma agulha de diamante na ponta pousa suavemente e os impulsos mecânicos são transformados em elétricos e depois são transformados novamente em mecânicos, só que agora são amplificados pelas caixas acústicas.

Disco de vinil: Antes dos tocadores de MP3 e dos CD players, existia uma tecnologia de gravação chamada analógica que imprimia em bolachas de vinil o sim por meio de sulcos. Estes eram, em linguagem atual, lidos por braços com agulhas nas pontas que tocando os sulcos, transmitiam impulsos mecânicos a sensores elétricos que por sua vez levavam essa corrente elétrica aos transistores que decodificavam tudo e passavam novamente esses impulsos às caixas acústicas. Para os puristas/saudosistas, este ainda é a melhor forma de se ouvir música, pois, como disse Alberto Mizuki, “nossos ouvidos são analógicos, não digitais”. Na era do MP3, os vinis, que surgiram em 1948, voltaram a comandar as pistas. Na Livraria Cultura do CasaPark é possível encontrar várias releituras do bolachão.

Hi-Fi: Termo criado a partir das inicias da expressão High Fidelity (alta fidelidade), usada desde a década de 1950 para definir a qualidade da gravação e do equipamento de reprodução. Em 1956, Sarah Vaughan lançou o álbum “Sarah Vaughan in the land of Hi-Fi”. Uma celebração à boa música e à alta tecnologia.
 
Divulgação/Alberto Mizuki
 

Tags: lançamento,

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016