Ideia de artista americano pode ser exemplo para as passagens do Eixão

Nos Estados Unidos, um artista trouxe mais segurança aos pedestres que transitam por uma passagem subterrânea no Alabama, ao transformar o local com composições de cor e luz; a criação pode ser modelo para as passagens que cortam os Eixões Sul e Norte de Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/08/2013 08:05 / atualizado em 19/08/2013 16:12 CorreioWeb /Lugar Certo

À esquerda passagem subterrânea em Brasília, à direita projeto urbano do artista americano FitzGibbons no Alabama - Foto Montagem/Viola Júnior/Esp. CB/D.A Press À esquerda passagem subterrânea em Brasília, à direita projeto urbano do artista americano FitzGibbons no Alabama
 

 

A escuridão representa muitas vezes o incerto e o desconhecido, para alguns, o assustador. Com objetivo de impactar na percepção das pessoas pelo espaço urbano, Bill FitzGibbons, levou cor e luz para uma passagem subterrânea no Alabama, Estados Unidos. O artista plástico é formado em Escultura e História da Arte pela Universidade de Tennessee e criou um projeto, que além de envolver a segurança dos pedestres, chama atenção ao que anteriormente era comum e pouco atrativo.
 
Divulgação/Bill FitzGibbons
 
 
Os pedestres preferem transitar por uma rua iluminada, ainda que deserta, a optar por uma rua escura. O atrativo das cores e iluminação pode se tornar um convite aos pedestres brasilienses e evitar acidentes em travessia perigosas nas pistas. A iluminação aliada ao policiamento constante, também pode evitar assaltos, vandalismo e depredação. Exemplo disso foi o projeto instalado na passagem subterrânea da 18th Street do centro de Birmingham, no Alabama. O projeto recebeu o nome de Light Rails e é uma prova de como a arte pode interferir na forma como as pessoas encaram os espaços urbanos, que muitas vezes passam despercebidos no dia-a-dia.
 
Divulgação/Bill FitzGibbons
 
 
A proposta, se aplicada nas passagens subterrâneas do Eixão, pode impactar de forma positiva na utilização das passarelas. Em vista da falta de conservação e insegurança, muitos pedestres evitam transitar por elas, optando atravessar pelas pistas de alta velocidade do Eixão. O projeto do artista americano além de funcional, mudaria a percepção dos pedestres sobre este meio urbano. A iluminação proporcionaria segurança e as cores dariam cara nova às passagens, que são vistas com medo e repulsa pelos brasilieses.

Além da questão artística e da técnica usada para desenvolver o projeto, que dá vida e cor às paisagens urbanas da cidade, FitzGibbons afirma que pretende demonstrar como é possível tornar os lugares mais atrativos e visíveis: “quando você faz isso, o centros urbanos se tornam um lugar vibrante, emocionante, onde as pessoas querem viver e participar”, disse.
 
Divulgação/Bill FitzGibbons
 

Tags: show room

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016