Tendência da cor azul invade decoração do mês colorido das flores

Da cor do mar. Nesta primavera, não só de flores vive a decoração. O azul está em paredes, tapetes, móveis ou mesmo em pequenos objetos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/09/2013 10:00 Maria Júlia Lledó /Correio Braziliense
Ela remete o prazer a quem contempla o céu ou o mar e está bem longe de ser associada à tristeza, que, em inglês, ganha o nome de blues. Já deu para perceber que estamos falando da cor azul e suas nuances: paleta que dá o tom à decoração da próxima estação. Tendência apresentada em mostras e feiras de casa e de design de interiores para a primavera, o azul vai do índigo ao bebê, em tintas, papel de parede, tapetes e adornos do lar. Em Curitiba, na Casa Cor Paraná, a onda repercutiu em banheiros, salas e quartos. Nos ambientes, pinceladas de azul agradaram aos olhos dos visitantes. Quem quiser repetir o efeito em casa, pode adotar a cor como protagonista — em mesas, cadeiras, móveis ou paredes — ou coadjuvante — em vasos, esculturas e almofadas. Só não vale tornar o ambiente monocromático. No mais, mergulhe no tom!

Maria Júlia Lledó/CB/D.A.Press


O tema mediterrâneo em objetos e cores adotou o índigo blue na 16ª edição da Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração, Abimad, em São Paulo, mês passado

Colour Futures/Divulgação


Nesta sala criada para o catálogo de tendências Colour Futures, da Coral Tintas, a técnica de pintura ombré — transição sutil entre a mesma cor em tom vibrante e em tom claro — personaliza o azul na parede

Atelier Avanzzo/Divulgação

Scarf Me Home/Divulgação


Vasos do Atelier Avanzzo e almofadas da grife Scarf Me Home funcionam como pontos de cor para incrementar a decoração

Manoel Guimarães/Divulgação


No piso, o tapete traz o azul, ainda que sóbrio, ao ambiente criado para a Casa Cor Paraná — mostra aberta à visitação até dia 15, em Curitiba

Alessandro Dantas/Divulgação


No espaço de convivência gourmet, criado pela arquiteta Natalie Tramontini e pela designer de interiores Karine Gonçalves, o azul faz uma dobradinha harmoniosa com a madeira

Por trás do tom

Na Grécia e em outros países na costa do Mediterrâneo, incluindo o norte da África, acredita-se que o azul espanta o mau-olhado. Muitas pessoas são vistas usando colares ou pulseiras da cor para proteção. Atribui-se ao índigo, um azul mais profundo, a capacidade de nos tornar mais introspectivos e promover a contemplação. Portanto, a cor simboliza sabedoria, controle e realização espiritual. (Fonte: AkzoNobel)

Tags: brasil

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016