Paisagista cria jardins itinerantes em tetos de ônibus na Espanha

Plantações são perfeitamente adaptáveis à cobertura dos veículos, concebendo áreas verdes móveis que podem melhorar a vida nas metrópoles

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/09/2013 08:08 / atualizado em 09/09/2013 16:11
Projeto reveste com plantações o teto dos veículos e concebe um conjunto de jardins itinerantes que auxiliam na purificação do ar das grandes cidades - Divulgação/Phyto Kinetic Projeto reveste com plantações o teto dos veículos e concebe um conjunto de jardins itinerantes que auxiliam na purificação do ar das grandes cidades
 
 
Um paisagista espanhol criou um projeto incomum que dá nova vida a um componente corriqueiro da estrutura urbana. A iniciativa de Marc Grañen, já premiada, consiste em implementar coberturas verdes na parte de cima de ônibus. O trabalho, batizado de Phyto Kinetic, reveste com plantações o teto dos veículos coletivos e concebe um conjunto de jardins itinerantes que auxiliam na purificação do ar das grandes cidades, ao mesmo tempo que aproveita melhor um espaço livre que geralmente não é utilizado. A prática já acontece nas ruas de Girona, na região da Cataluña, na Espanha.
 
 
Divulgação/Phyto Kinetic
A ideia nasceu a partir de esboços feitos pelos próprios filhos do paisagista. Com a análise dos desenhos, os jardins suspensos surgem depois de um estudo detalhado das características das plantas, utilizando materiais leves de jardinagem. Assim, os vegetais são adequados à superfície dos ônibus em um habitat especialmente feito e adaptado às condições ideais para a sua sobrevivência. Até agora, apenas espécies ornamentais integram as instalações, mas a intenção é que isso se estenda para ervas aromáticas e outras hortaliças.

A manutenção dos conjuntos verdes móveis se fixa nos conceitos da sustentabilidade. Através de um sistema de reaproveitamento, a irrigação das plantas na cobertura é feita com a água produzida pelo ar condicionado do veículo, sendo que o jardim pode ser manualmente regado quando a refrigeração interna estiver desligada.

Os materiais de jardinagem especificados para a composição dos tetos ecológicos são de baixo impacto, e a estrutura é baseada em arames. O jardim é construído em camadas. A primeira é uma manta de espuma hidropônica – leve e eficiente para o crescimento das plantas -, encaixada diretamente na parte de cima. Os exemplares que constituirão as plantações são colocados sobre esta manta, dando forma ao conjunto final. O Phyto Kinetic existe, por enquanto, apenas em ônibus de uma companhia de turismo ecológico, mas o projeto quer aumentar, o quanto antes, o espectro de atuação, para fornecer novas funcionalidades a áreas móveis abandonadas. O paisagista sugere que, se a frota de transporte público de Nova York investisse na ideia, seriam gerados um número aproximado de 100 mil m² de áreas verdes, que poderiam otimizar a qualidade do ar na megalópole norte-americana.

O Phyto Kinetic existe, por enquanto, apenas em ônibus de uma companhia de turismo ecológico, mas o projeto quer aumentar, o quanto antes, o espectro de atuação, para fornecer novas funcionalidades a áreas móveis abandonadas. O paisagista sugere que, se a frota de transporte público de Nova York investisse na ideia, seriam gerados um número aproximado de 100 mil m² de áreas verdes, que poderiam otimizar a qualidade do ar na megalópole norte-americana.
 
Divulgação/Phyto Kinetic
 

Tags: arquitetura

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016