Combinar tonalidades diferentes na decoração deve seguir proposta do ambiente

Confira as principais características das cores frias, quentes e neutras e o que elas podem provocar na composição de ambientes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 02/12/2013 08:07 / atualizado em 22/11/2013 12:13 CorreioWeb /Lugar Certo
Líder Interiores/Divulgação
 
 
Complemento obrigatório na decoração, as cores podem assumir papel de protagonista quando é escolhida de acordo com a proposta de cada ambiente. Ao dar o tom para os espaços, as cores se tornam responsáveis por definir estilos, provocar sensações e até mesmo, causar sensações, tais como: tranquilidade, conforto e bom humor.

“As cores permitem preencher espaços vazios, além de mostrar a personalidade e os objetivos estéticos dos moradores da casa”, afirma a designer de interiores Mariana Siriani. Com isso, é necessário cuidado na hora de escolher as tonalidades que vão fazer parte da composição de cada espaço, que deve expressar harmonia e aconchego aos moradores e visitantes.

Os tons pastéis e neutros são importantes para equilibrar e trazer harmonia para a decoração. Uma alternativa são cores como: branco, bege e as variações de cinza e marrom. As opções são ótimas para ser base da composição, já que combinam bem com as demais tonalidades. Além disso, dão a sensação de ampliar o ambiente e garantem sofisticação e elegância, principalmente se combinadas com materiais como vidros, espelhos e cristais.
 
Monique Renne/Esp. CB/D.A Press
 
 
As cores frias, como o lilás e o azul em sua gama de tons mais claros, têm como função tornar o ambiente mais tranquilo. É uma boa indicação para quem não quer correr o risco de ter um visual cansativo e sobrecarregado. “Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, as tonalidades frias não pertencem apenas a ambientes femininos. A mistura com cores mais urbanas, como o cinza chumbo, transforma o espaço deixando-o moderno e descontraído, sem perder o conforto visual”, diz Mariana Siriani.

As cores quentes também têm como papel tornar o ambiente acolhedor e aquecido, proporcionando aconchego e harmonia. “Uma grande característica das tonalidades quentes é a agitação que elas trazem, portanto são ótimas para ambientes de confraternização, como salas e cozinhas”, diz Mariana. Como são marcantes, devem ser utilizadas sem exagero e com cautela, de preferência em pequenos destaques decorativos. São ideais para finalizar um projeto de decoração e torná-lo exclusivo.

Já as tonalidades vibrantes, como o azul turquesa, conseguem dar um toque descontraído em ambientes de maior seriedade, sem perder a identidade do espaço. Quando combinadas com madeira, cores neutras e até mesmo o preto, causam grande impacto visual. São opções para os mobiliários e decorações táteis, como tecidos, tapetes e almofadas, além de papéis de parede.
 
Colour Futures/Divulgação
 

Tags: valorização

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016