Pinturas decorativas causam impacto e dão outra cara para qualquer ambiente

Efeitos com tintas caem bem em diversos tipos de projeto, do mais sofisticado ao descolado; confira as dicas de profissionais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/06/2014 08:00 / atualizado em 27/06/2014 09:13 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Com listras verticais em cores diferentes, a designer de interiores Fabiana Visacro criou a ilusão de que o pé direito é mais alto - Divulgação/Henrique Queiroga Com listras verticais em cores diferentes, a designer de interiores Fabiana Visacro criou a ilusão de que o pé direito é mais alto


Cansou do visual da parede da sua sala, do quarto ou da varanda? Quer uma pintura diferente? A decorativa é a melhor escolha. Aliás, as pinturas decorativas viraram febre a partir do século 19, especificamente em prédios públicos. Antes, eram restritas aos castelos, à nobreza. A técnica chegou na decoração de interiores no Brasil no período da República, principalmente para satisfazer o desejo de imitar o que era ostentado nos palácios reais. Ao longo dos anos, tudo evoluiu e, com a ajuda da tecnologia, é possível criar efeitos incríveis, como marmorização, listras e até do jeans nas paredes.

Para não errar, a designer de ambientes Fabiana Visacro enfatiza que a textura está em baixa. Se, num passado recente, foi usada na área interna, há um bom tempo já foi levada para a externa, onde deve permanecer: jardins, muros e fachadas. É um acabamento rústico e próprio para esses espaços. “Textura interna é legal com parede de pedra, tijolo ou outro elemento para trazer volumetria.” Ela explica que é melhor apostar nos efeitos de tintas, que são bem legais. “Mas não considero uma tendência, acho que tem a ver com demanda do cliente e o que ele pensa em criar para o ambiente”.

Fabiana Visacro cita a marmorização como a escolha para criar ambientes sofisticados. “Já para os descolados, uma ótima escolha é o acabamento em jeans ou linhão. Cada acabamento confere um estilo diferente. O importante é o desejo do cliente e a sensibilidade do profissional para orientar.” A designer revela que tem preferência para cores secas e aveludadas. “Não importa se neutras ou não, tons claros ou vibrantes, o importante é que seja seco, porque vai dar ao ambiente um clima intimista e de aconchego. Um ar mais bacana.”

Para Fabiana, as listras são uma aposta superbacana. Ao mesmo tempo em que embelezam, são funcionais. “A listra na horizontal vai dar amplidão a ambientes menores e, na vertical, cria a sensação, por exemplo, de um pé-direito mais alto.” Ela conta que uma opção ousada e moderna tem sido “a listra como código de barra, que também é lúdica, uma brincadeira ao mesmo tempo”. As listras podem ser coloridas, com uma mistura de cores harmoniosas, como também de tonalidades uniformes, para dar um toque clássico”.

A designer de interiores Iara Santos, utilizou uma tinta que remete ao tom e à textura do jeans azul - Divulgação/Daniel Mansur A designer de interiores Iara Santos, utilizou uma tinta que remete ao tom e à textura do jeans azul


Fosco

A designer de interiores Iara Santos reforça que as pinturas decorativas são atuais e sofisticadas, principalmente a jeans e o cimento queimado, as sensações do momento. “O cimento queimado fica bacana na área gourmet e é bem bonito nos tons de mostarda e vermelho. Dá um efeito rústico.” Em outros ambientes, a profissional gosta de valorizar espaços pontuais, como hall de entrada e parede da escada. “O legal são os tons de cinza ou o fendi, que remetem ao cimento queimado, mas enobrecem”.

Iara explica que um quarto em “L” com o efeito jeans é bem bonito. Não em todas as paredes, mas em áreas determinadas. Ela indica “o efeito cobre, com textura de uma tinta da Suvinil, como chique e novo. É possível escolher a tonalidade que remete a outra história, com efeito queimado. O cobre, como se fosse do tacho, é lindo.”

De acordo com Iara, há várias formas e opções e tudo depende da decoração e do estilo: romântico, moderno, clean... Mas ela ressalta: “A marmorização é legal, mas colocaria de forma sutil, senão fica fake. E o ideal é que apareça no hall de entrada, de circulação dos quartos, nada de exageros. O marmorizado ideal é o brilhante, mas gosto do fosco, porque as paredes são irregulares e o brilho vai evidenciar e o fosco amenizar”. Quanto às listras, a designer lembra que é a saída perfeita, caso não encontre um papel de parede que deseje. “Aconteceu comigo. Sem encontrar o que queria, criei listras nas cores laranja, vermelho e verde. E a tinta é o recurso mais barato e prático para atender ao projeto que idealizar. O resultado é sempre bacana.”

Tags: imóveis

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016