Novidade, fitas sintéticas também podem fechar portões, gradis, varandas e guarda-corpos

Confeccionadas com material de alta resistência e durabilidade, elas garantem privacidade e plasticidade e têm 35 opções de cores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 27/03/2015 11:31 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Beto Domeniconi/Arquivo Pessoal


Fibras sintéticas para a criação de móveis e acessórios não são novidade no mercado de arquitetura, decoração e design de interiores. Mas fitas sintéticas próprias para fechar portões, gradis, varandas e guarda-corpos são. No fim de 2014, Beto Domeniconi, com formação em programação visual, artes gráficas, cenário para teatro, iluminação e trabalhos de arquitetura com bambu, pesquisava um produto que oferecesse privacidade sem a necessidade de trocar o portão, muitas vezes oneroso. Ao avaliar os materiais existentes, ele descobriu no mercado a fita sintética, “escolha ideal para plasticidade, resistência e oferta de cores e tons”.

Nas fotos, projetos desenvolvidos por Beto Domeniconi, artista gráfico e programador visual - Beto Domeniconi/Arquivo Pessoal Nas fotos, projetos desenvolvidos por Beto Domeniconi, artista gráfico e programador visual


Ele foi atrás de fornecedores espalhados pelo Brasil e fechou parceria com um deles. Curioso, propôs uma análise química dentro da fábrica, testando os componentes para conhecer a composição das fitas. “Descobri que elas têm vários elementos e aditivos, inclusive, anti-UV, que garante solidez perante as intempéries. Expus a necessidade e a expectativa de aplicação da fita os elementos foram equilibrados. Assim, desenvolvemos uma fita com porcentagens de componentes exclusivas, que também pode ser usada na forração de teto e divisórias, como os biombos. Nesses casos, é preciso uma estrutura para a fita ser tecida.” Aliás, Beto lembra que a estrutura pode ser feita junto, o que é ideal para saber a melhor forma de trabalhar a fita, o distanciamento e o acabamento, por exemplo.

Leia mais notícias em Arquitetura e Decoração

Beto conta que essas fitas se apresentam em 35 cores, naturais, mescladas e degradês, e o resultado é um “trabalho que alia plasticidade, harmonia e privacidade”. Ele revela que cada trabalho requer ferramentas apropriadas de acordo com as formas das estruturas. “Por isso, criei minhas ferramentas, com o objetivo de executar e desenvolver melhor o trabalho.” Cada fita tem 20 milímetros.

Beto Domeniconi/Arquivo Pessoal
DIÁLOGO

Para Beto Domeniconi, a fita sintética é ideal para o cliente que deseja “privacidade, já que ela não é decorativa, mas funcional. No entanto, pela beleza, carrega uma trabalho artístico, já que irá interagir e dialogar, principalmente, com estruturas de ferro e madeira, além de outros materiais”. Ela é tão prática que o portão pode ser pintado na mesma cor da fita ou mesmo dialogar com duas tonalidades diferentes ou ainda ter a estrutura de uma cor e a fita de outra. O que não falta é opção.

Beto criou fragmentos de madeira com fitas trançadas no tamanho 40cm x 40cm que causam outro impacto e “são fidedignas ao resultado final”. O orçamento é variável, depende do trançamento, tamanho da estrutura, cor da fita... “Em média, com material e mão de obra inclusos, o metro quadrado fica em torno de R$ 200. Uma ótima opção para fechar o portão sem precisar trocar ou chamar o serralheiro para colocar uma chapa.”

SAIBA MAIS: Fibras sintéticas

As fibras são materiais finos e alongados, como filamentos, que podem ser contínuos ou cortados. Servem de matéria-prima para manufatura, podendo ser fiadas, para a formação de fios, linhas ou cordas, ou dispostas em mantas, para a produção em papel, feltro ou outros produtos. Toda fibra é um polímero, e as usadas na manufatura são classificadas conforme a sua origem, que pode ser natural, artificial ou sintética. As sintéticas são feitas de polipropileno e, quando têm aditivos anti-UV, evitam o ressecamento e a descoloração, características importantes se usadas na criação de cadeiras, banquetas, mesas, chaises, poltronas, sofás, espreguiçadeiras e muito mais. Os móveis em fibra sintética são indicados para decoração de ambientes externos, como varandas, jardins e piscinas, já que oferecem praticidade e resistência e chamam a atenção pela beleza artesanal.

Anúncios do Lugar Certo

Outros artigos

ver todas
05 de outubro de 2016
26 de setembro de 2016
23 de setembro de 2016