Projeto de lei federal obriga os condomínios a individualizar hidrômetros

A proposição do Senado já está pronta para ser incluída na pauta de votações da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), podendo ir a plenário ainda nesse semestre

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/01/2014 07:59 / atualizado em 15/01/2014 13:13 Agência Senado
Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício - Monique Renne/CB/D.A Press Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício
 
 
As tarifas dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário deverão ser cobradas individualmente dos consumidores nos condomínios residenciais. Isso é o que determina projeto de lei, de autoria do senador Valdir Raupp (PMDB-RO), que está pronto para ser incluído na pauta de votações da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Na justificação de sua proposta (PLS 179/2006), Raupp observa que a cobrança das tarifas do modo como se dá atualmente, baseada no consumo total do condomínio e repartidas entre os condôminos na proporção de suas frações ideais, dá origem a uma distorção pela falta de correlação entre os valores das contas de água e o consumo de cada unidade residencial, sendo importante fator de incentivo ao desperdício.

No mesmo sentido, em seu relatório favorável à proposta, o senador Paulo Bauer (PMDB-SC) chama a atenção para o fato de que, na ausência de equipamento de medição individual, ocorrem muitas injustiças na cobrança das tarifas, como por exemplo o caso de um pessoa que more sozinha ter que desembolsar a mesma quantia de uma família com muitos integrantes.

“Quando a água do condomínio não é cobrada conforme o consumo de cada unidade, é grande o incentivo ao desperdício, já que um consumo maior (banhos demorados, torneiras abertas, tubulações sem manutenção etc.) não corresponde a um aumento equivalente na tarifa cobrada. A medição e a cobrança individualizadas pelo consumo, além de criarem um incentivo para se economizar água, promovem uma adequada alocação do custo desse bem”, argumenta Paulo Bauer.

O projeto tem relatórios favoráveis à aprovação também na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR).

Tags: cores

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
15 de novembro de 2018
13 de novembro de 2018
12 de novembro de 2018
08 de novembro de 2018
04 de novembro de 2018