CAU, UnB, Crea, Iab e Rodas da Paz fazem manifestação contra votação do PPCub

Integrantes que representavam o IAB, UnB e o Instituto Histórico e Geográfico (IHGDF) deixaram o grupo técnico de revisão do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 13/03/2014 11:01 / atualizado em 13/03/2014 15:45 Arthur Paganini /Correio Braziliense , Diane Lourenço /Correioweb
O grupo de trabalho criado para debater o PPCub dentro da esfera do Conplan, sofreu baixa de técnicos especialistas - Breno Fortes/CB/D.A Press O grupo de trabalho criado para debater o PPCub dentro da esfera do Conplan, sofreu baixa de técnicos especialistas


A votação do novo texto do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília (PPCub) pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do Distrito Federal (Conplan) na manhã desta quinta-feira (13/3) está marcada por manifestação de entidades do setor. Em frente à Secretaria de Habitação (Sedhab) estão representantes da Universidade de Brasília (UnB), Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU-DF), Conselho Regional de Engenharia (Crea), Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-DF) e da ONG Rodas da Paz.

O grupo de trabalho criado para debater o PPCub dentro da esfera do Conplan, sofreu baixa de técnicos especialistas. Nesta manhã, os integrantes que representavam o IAB, UnB e o Instituto Histórico e Geográfico (IHGDF) deixaram o grupo técnico de revisão do Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico de Brasília. O anúncio foi feito durante a reunião do Conplan destinada a deliberar sobre o assunto.

O grupo técnico foi criado por iniciativa da Câmara Legislativa e reúne, além de técnicos legislativos especialistas em arquitetura e urbanismo, técnicos da Sedhab e representantes do Iphan.

As três entidades querem a retirada do projeto de lei complementar do PPCub (PLC 078/2013) da câmara para reapresentação subsequente com os apontamentos do grupo de trabalho. Além disso, as entidades pedem a realização de audiência pública para análise das propostas até então colhidas pelo grupo técnico. O GDF, por sua vez, quer a aprovação imediata do projeto do PPCub. Com isso, as sugestões e aperfeiçoamentos ao texto do projeto seriam encaminhadas ao Conplan posteriormente.

Ontem, o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-DF) e a Universidade de Brasília (UnB), ex-integrantes do grupo de trabalho do Conplan para debater o PPCub, emitiram nota enfatizando que os trabalhos ainda não foram concluídos. As entidades sinalizavam o pedido para que o governo retirasse o projeto que está na Câmara Legislativa e apresentasse novo texto, com base nos trabalhos técnicos debatidos no âmbito do grupo de trabalho.

“O texto revisado de forma preliminar está sem a necessária revisão das Planilhas de Parâmetros Urbanísticos e sem a revisão de partes do texto propostas pela Sedhab. No entendimento do IAB, só há um procedimento correto, que é a retirada do PLC 078/13 da Câmara Legislativa e a reapresentação de um novo texto, coeso e final, com todos os anexos revisados e completos, para em seguida seguir os ritos de Audiência Pública e aprovação no Conplan. Conforme previsto pela Lei Orgânica do Distrito Federal e pelo Estatuto da Cidade”, pontuou o presidente do IAB-DF, Thiago de Andrade.

A proposição condensa em mais de 200 artigos e centenas de planilhas e mapas as diretrizes da ocupação do solo em Brasília, Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal e Candangolândia. Segundo o governo, o texto atual do PPCub, sobrestado na Câmara Legislativa, deverá ser votado hoje. As alterações sugeridas pelos parlamentares serão analisadas posteriormente.


Tags: casas

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
15 de novembro de 2018
13 de novembro de 2018
12 de novembro de 2018
08 de novembro de 2018
04 de novembro de 2018