Projetos sustentáveis aquecem mercado imobiliário brasileiro

Consumidores procuram cada vez mais iniciativas ecologicamente corretas, a fim de promover o uso racional de água e de energia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 09/05/2014 08:00 CorreioWeb /Lugar Certo
Para economizar água, uma das soluções mais praticadas e de baixo custo em prédios é a instalação de hidrômetros individuais - Monique Renne/CB/D.A Press Para economizar água, uma das soluções mais praticadas e de baixo custo em prédios é a instalação de hidrômetros individuais


O Brasil ocupa o ranking do quarto país do mundo com o maior número de obras com selo verde. Segundo dados do GBC Brasil (Green Building Council), o país fica atrás apenas de Estados Unidos, China e Emirados Árabes Unidos. Diante de um contexto delicado, que envolve a falta de água e a ameaça de escassez de energia, o comprador tem preferência por projetos com medidas econômicas e sustentáveis - que proporcionam mais segurança e conforto. A fim de se adequar à nova demanda, o mercado imobiliário amplia o número de projetos que seguem a proposta ecológica.

Prédios verdes, green buildings ou construções sustentáveis são edificações pautadas pela preocupação com a minimização dos impactos ambientais, maximização dos recursos empregados e com a economia de água e energia elétrica. “Trata-se de um novo conceito de construção, que tem conquistado espaço no Brasil. Além disso, a proposta demanda uma nova abordagem, desde a criação do projeto até a escolha dos materiais usados”, afirma a engenheira civil Angela Macke, de uma empresa especializada em gestão de projetos sustentáveis.

Para economizar água, uma das soluções mais praticadas e de baixo custo em prédios é a instalação de hidrômetros individuais. Com isso, cada condômino paga o que consumiu. “Esta medida tem se demonstrado bastante eficaz na economia de água, pois quando a conta é simplesmente dividida igualmente entre todos, o pensamento é de que não adianta economizar se o vizinho gasta”, declara Giseli Fernandes, sócia da empresa. Outras soluções para a economia de água são a adoção de cisterna para captação da chuva - que pode ser utilizada para jardins e descarga de bacias sanitárias, além da água do chuveiro com filtragem e recirculação.

Em relação à energia elétrica, o projeto pode conter opções de geração própria e de economia. Na geração, a dica é utilizar placas fotovoltaicas e aquecimento solar de água. Para a economia, a mais nova estratégia é o sistema de automação, que permite o controle do uso de iluminação e ar-condicionado por sensores. Esse sistema também traz mais segurança e praticidade aos moradores do prédio. Outras soluções são o uso de equipamentos com baixo consumo de energia, que tenham o selo Procel A de energia, e o uso de lâmpadas fluorescentes e de LED.

Na projeção de um prédio com características verdes, os profissionais das áreas envolvidas, como arquitetos e engenheiros, devem analisar o projeto como um todo para encontrar a melhor forma de executar os processos. Essa junção de conhecimentos recebe o nome de gestão integrada de projetos – que é de grande relevância para o bom desempenho da construção. “Além da gestão integrada precisamos lembrar que, para cada item ou projeto, existem normas específicas e restrições para serem seguidas” acrescenta Angela. Ela ressalta que o custo do metro quadrado da construção verde é maior em relação ao modelo convencional, mas a economia virá com a redução nas contas de consumo de água e de energia e nos serviços de operação e manutenção.
 
Para ser considerada sustentável, a construção precisa atender aos requisitos mínimos para conquistar o selo verde. No Brasil, as certificações mais utilizadas são a AQUA (Alta Qualidade Ambiental) e a LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), criada nos EUA. Ambas atestam a sustentabilidade do empreendimento. "O consumidor está cada vez mais consciente da importância do tema sustentabilidade e notamos que também está mais disposto a pagar por isso", finaliza Giseli Fernandes.

Tags: decoração

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
12 de novembro de 2018
08 de novembro de 2018
04 de novembro de 2018
03 de novembro de 2018
01 de novembro de 2018