Mercado imobiliário deve fechar o ano de 2014 com 9% do PIB

Previsão é que o crédito imobiliário feche o ano com R$ 200 bilhões de financiamentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/12/2014 08:17 / atualizado em 02/12/2014 18:55 Com Agências
Oswaldo Reis/Esp. CB/D.A Press


O mercado imobiliário deve fechar o ano de 2014 com uma participação de 9% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, de acordo com expectativa do vice-presidente de Habitação da Caixa Econômica Federal, José Urbano Duarte.

Em números absolutos, a previsão de Duarte é que o crédito imobiliário feche o ano com R$ 200 bilhões de financiamentos. Na Caixa, o crédito imobiliário fechará 2014 com R$ 140 bilhões em empréstimos, segundo os dados do vice-presidente. Esse montante representa crescimento de 10% sobre o financiado em 2013.

Para 2015, o vice-presidente estima crescimento de 10%. “Do ponto de vista do mercado, há razões para assegurar o crescimento em 2015”, afirmou. Duarte citou como fontes de recursos o FGTS, que irá destinar R$ 42 bilhões para o crédito imobiliário, e a poupança. Em 2014, o investimento do FGTS foi de R$ 37 bilhões.

Leia mais notícias em Últimas

José Urbano Duarte destacou que há demanda para o crédito imobiliário. Como prova, afirmou que cerca de 7 milhões de projeções de operações de crédito habitacional têm sido realizadas a cada mês pelo simulador de financiamento imobiliário do site da Caixa Econômica Federal.

Só no DF, há uma média de 130 mil simulações mensais. Deste total, 51% querem imóveis em Brasília com valores abaixo de R$ 400 mil. “Ninguém vai ao simulador, numa tarde de sábado, porque não tem o que fazer; é porque quer comprar”, disse Duarte.

Anúncios do Lugar Certo

Últimas notícias

ver todas
13 de novembro de 2018
12 de novembro de 2018
08 de novembro de 2018
04 de novembro de 2018
03 de novembro de 2018